UOL Esporte Futebol
 
08/03/2010 - 12h48

Patrícia Amorim pede "tempo" para falar de Adriano, mas alfineta vice

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro

O treino do Flamengo na tarde desta segunda-feira, no Ninho do Urubu, terá a presença da presidente Patrícia Amorim. Preocupada com a polêmica em torno de Adriano, a mandatária quer estar próxima do time e apurar os fatos. Somente após ouvir todos os envolvidos, a dirigente irá tomar qualquer decisão sobre o ocorrido.

R. CARLOS SAIU EM DEFESA DE ADRIANO

  • Folha Imagem

    Amigo do Imperador, lateral do Corinthians elogiou o atacante e criticou Marcos Braz, vice de futebol do Fla, que explanou os problemas de Adriano com as bebidas: "Acho que não [se o episódio atrapalhará sua vida na seleção], mas foi uma ­­falta de ética e de respeito desse diretor do Flamengo falar sobre o assunto publicamente. Não tem sentido fazer isso, sem necessidade. A melhor pessoa para falar sobre o caso é ele [Adriano]. Isso não interfere no trabalho dentro de campo. Quando ele voltar vai jogar bem e fazer gols, isso não atrapalha nada. Ele vai pedir desculpas por isso ter acontecido, cuidar da vida extra-campo e se dar bem, pois é uma pessoa maravilhosa. Me surpreende muito que uma pessoa faça esse comentário, mas o Adriano dará a volta por cima".

Na manhã desta segunda, Patrícia Amorim esteve na sede da Gávea e participou de homenagem ao Dia da Mulher. Questionada sobre o “caso” Adriano, a ex-nadadora procurou se esquivar.

“Coisas extra-campo resolveremos de forma tranquila, amena. Temos dois jogos importantes, um pela Libertadores [contra o Caracas] e outro com o Vasco. Esses momentos devem ter a minha atenção e a do torcedor. Para o Flamengo o importante são os resultados”, disse Patrícia Amorim.

“Tomar decisão em cima de emoção, no calor, na pressão, são coisas que nem sempre são corretas. Prefiro aguardar, esperar, ouvir as partes e tomar a posição. Mas na hora certa”, completou.

A presidente afirmou que primeiro irá conversar com a comissão técnica e com os dirigentes do futebol, para depois ouvir os jogadores. Patrícia Amorim quer falar com todas as partes para saber os detalhes de tudo o que ocorreu na madrugada da última sexta-feira, que culminou com a ausência de Adriano em mais um treinamento.

O jogador teria discutido com a noiva na porta de um baile funk. Descontrolada, a moça teria atirado pedras no carro de Adriano e de outros jogadores que acompanhavam o Imperador, e tentado agredir o atacante. Por conta disso, o atleta entrou em contato com os dirigentes e disse não ter condições de treinar, sendo liberado para voltar apenas nesta segunda-feira.

“Mas se o Adriano tem pretensão de chegar à Copa do Mundo, tem de correr atrás desse momento. É importante a ele como atleta. Eu nunca senti necessidade de me falarem o que eu devia fazer, mas cada um é de um jeito”, prosseguiu Patrícia Amorim, à Rádio Brasil.

Entretanto, embora evite ao máximo não entrar em polêmica, a mandatária mandou recados para o vice de futebol, Marcos Braz, e para o goleiro Bruno. No fim de semana, o dirigente disse que Adriano teria problemas com bebida, enquanto o goleiro afirmou que seria natural “sair na mão com a mulher”. O que não soou bem para a ex-nadadora.

O FLAMENGO NO TWITTER

“As pessoas devem se preocupar em fazer bom trabalho e falar menos. Eu procuro quase não falar e trabalho bastante. Gostaria de transmitir esse comportamento para todos os meus funcionários”, disse Patrícia, alfinetando Marcos Braz, para depois falar sobre as declarações de Bruno:

“Não concordo e condeno esse tipo de atitude. Tenho certeza de que vou demovê-lo deste pensamento. Vou conversar com ele sobre isso”.

Adriano é aguardado no treino desta segunda-feira, às 15h30, após passar o fim de semana descansando em Búzios. A segurança no Centro de Treinamento rubro-negro foi reforçada e somente os profissionais ligados ao futebol e a imprensa terão acesso à atividade.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host