UOL Esporte Futebol
 
11/03/2010 - 13h03

Prefeito de São Paulo se esquiva sobre projeto que veta jogos às 21h50

Thales Calipo
Em São Paulo

O prefeito Gilberto Kassab não confirmou se irá sancionar o projeto de lei, aprovado na última quarta-feira, que proíbe a realização de partida de futebol com término após as 23h15 na capital paulista. Nesta quinta, Kassab afirmou ser prematuro emitir uma opinião sobre o assunto e afirmou que a matéria será analisada pela sua equipe técnica.

“Tenho a cultura de me manifestar apenas após a avaliação e o posicionamento da minha assessoria técnica e jurídica. Todos os projetos aprovados são encaminhados à assessoria e, só depois, irei me manifestar”, afirmou Kassab.

Pelo projeto de lei, de autoria dos vereadores Antônio Goulart (PMDB) e Agnaldo Timóteo (PL), as partidas afetadas pelo veto são as que acontecerem em locais com capacidade de lotação superior a 15 mil pessoas e a pena por descumprimento pode chegar a R$ 100 mil. Mesmo assim, atrasos por problemas técnicos ou mesmo eventos como prorrogação ou pênaltis devem ser perdoados, segundo o texto aprovado.

Se depender dos clubes, no entanto, a tendência é que o prefeito vete este projeto de lei, já que a medida deve atrapalhar justamente a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão e uma das grandes fontes de receita das agremiações. O horário de 21h50, utilizado no meio de semana, foi criado para adequação à grade de programação da emissora.

Na última terça-feira aconteceu uma audiência pública na Câmara Municipal de São Paulo que foi uma prévia do que aconteceria no dia seguinte, apesar de o evento não contar com a representação dos quatros grandes clubes de São Paulo e de representantes da TV Globo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host