UOL Esporte Futebol
 
24/03/2010 - 00h52

Após Beckham, MLS discute regra para aumentar número de estrangeiros

Das agências internacionais
Em Orlando (Estados Unidos)

A Major League Soccer quer encorajar mais acordos ao estilo David Beckham e, para isso, discute uma medida que aumente a presença da estrangeiros na liga norte-americana. A informação foi divulgada pelo comissário Don Garber, que explicou ainda que uma nova regra sobre teto salarial pode ser adotada na próxima semana.

A ideia é permitir que as equipes tenham duas isenções na limitação aos salários pagos aos jogadores. “É possível que possamos aumentar o número de estrangeiros. Nós não chegamos lá ainda, mas podemos chegar”, disse.

Atualmente, os times da MLS têm limite fixo no valor total de salários pagos aos jogadores. Para David Beckham defender o Los Angeles Galaxy, a regra sofreu alteração e os clubes passaram a ter o direito de contratar estrelas com salários superiores que desconta ‘apenas’ US$ 400 mil do valor total. O meia inglês recebeu US$ 6,5 milhões na última temporada da MLS (mais de US$ 540 mil).

Garber disse que a mudança foi discutida com a União dos Jogadores, mas que ainda não há um acordo final. Questionado sobre as estrelas ideais para alavancar a MLS, o comissário não citou nomes específicos.

“Alguém que possa claramente mudar a venda de ingressos, de patrocínio e as transmissões de TV e crie um barulho como Blanco [Chicago Fire], David Beckham [Los Angeles Galaxy] e, em menor proporção, mas também importante, Juan Pablo Angel [New York Red Bulls]”, disse.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host