UOL Esporte Futebol
 
26/03/2010 - 21h29

Após reunião, prefeito do Rio diz que Engenhão não tem problemas estruturais

Bernardo Feital
No Rio de Janeiro
  • Presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, e prefeito do Rio, Eduardo Paes, na reunião desta 6ª

    Presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, e prefeito do Rio, Eduardo Paes, na reunião desta 6ª

Não há chances de interdição do Engenhão. Após muita polêmica em relação ao estádio, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se reuniu com o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, a Rio Urbe e as empreiteiras que participaram da construção e constatou que não existem riscos estruturais no local e minimizou os problemas.

Contudo, o prefeito avisou que alguns ajustes precisam ser feitos, mas não soube, no momento, dizer quais. Segundo Eduardo Paes, o objetivo é que isso se resolva o mais rápido possível e lembrou que o Maracanã será fechado em breve em função das obras para a Copa do Mundo de 2014.

“Fiquei muito tranqüilo, pois percebi que não havia nada de ordem estrutural. São alguns problemas de acabamento e tenho certeza que vamos solucionar tudo. Temos tudo listado e estou certo que se resolverá na velocidade certa. Intercedi até porque sei que o estádio será muito utilizado após o fechamento do Maracanã”, afirmou.

Eduardo Paes salientou ainda que o Botafogo está em dia com a Prefeitura em relação à concessão do Engenhão. Após a reunião, Maurício Assumpção estava muito feliz com a resolução do caso e garantiu que o estádio suportará mais de três jogos por semana.

BOTAFOGO NO TWITTER

“O Botafogo sai satisfeito com esta reunião. A intervenção do prefeito foi fundamental para que melhorássemos a comunicação. Agora, nós acertamos os ponteiros e chegamos a um acordo. Com certeza o Engenhão terá capacidade de receber muitos jogos durante a semana, quando o Maracanã fechar”, disse.

Mesmo com total confiança no trabalho alvinegro, Eduardo Paes ainda disse que será entregue um manual para auxílio de administração para ajudar o Botafogo a lidar com os imbróglios que o estádio pode trazer.

“O importante é que o Botafogo saiba o que fazer com os problemas. Todos estão solícitos para deixar as coisas tinindo no Estádio João Havelange”, completou o prefeito.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host