UOL Esporte Futebol
 
09/04/2010 - 21h09

Com volta de C. Xavier e Figueroa aos treinos, Palmeiras esvazia DM após lotação

Do UOL Esporte
Em Sâo Paulo

A fase não é das melhores, mas o Palmeiras tem ao menos uma notícia para comemorar. Na tarde desta sexta-feira, o meia Cleiton Xavier e o lateral-direito Figueroa treinaram pela primeira vez normalmente com o grupo após se recuperarem de lesão. Assim, depois de ter o departamento médico cheio, o técnico Antônio Carlos conta com praticamente todos os jogadores à sua disposição.

Os médicos do clube terão uma trégua após um período de muito trabalho com sete jogadores lesionados. Na última segunda-feira, o meia Lincon e os atacantes Éwerthon e Marquinhos ajudaram a liberar o DM e voltaram a treinar com o grupo.

Lincoln e Éwerthon ficaram de fora de três partidas, Mirassol e Oeste, pelo Paulista, e Paysandu, pela Copa do Brasil, vítimas de dores na coxa esquerda.

Já Marquinhos estava no estaleiro desde o dia 3 de março, quando sofreu um estiramento na coxa direita na derrota de 3 a 1 para o Santo André. O goleiro reserva Bruno também passou pelo departamento médico, mas está recuperado.

Os últimos a ficarem livres foram Cleiton Xavier e Figueroa. Ambos já estavam fazendo trabalhos físicos desde a semana passada, mas nesta sexta-feira trabalharam pela primeira vez com todo o elenco.

O meia sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no empate com o Mirassol por 1 a 1. Já jogador chileno foi vítima de uma lesão rara na região do fêmur, chamada periostite aguda, e não atua com a camisa do Palmeiras desde o dia 25 de fevereiro. Na ocasião, participou da goleada contra o Flamengo-PI por 4 a 0 no Palestra Itália, pela Copa do Brasil.

O único carece de mais cuidados é o atacante Lenny, mas também está se recuperando bem. O jogador havia sofrido uma lesão mais grave após rompimento do ligamento cruzamento do joelho direito e começou esta semana o tratamento na fisioterapia na Academia de Futebol. Ele foi o único que não participou das atividades técnicas e de fundamento nesta sexta-feira..

Lenny havia se machucado na partida contra o Rio Branco, no dia 24 de março. Ele passou por cirurgia no dia 31 de março, e a previsão de retorno aos gramados é de seis a oito meses.

“É muito triste ter sofrido duas lesões graves num curto espaço de tempo. Eu me pergunto se merecia tanto azar, mas sei que é do futebol. Estou sendo forte e contando com o apoio do meus familiares para amenizar essa situação", disse.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host