UOL Esporte Futebol
 
09/04/2010 - 11h15

Idolatria da torcida por reserva Pet não pressiona Andrade no Flamengo

Cauê Rademaker
No Rio de Janeiro
  • Pet quer renovar com o Fla até o fim de 2011, mas diretoria oferece contrato apenas até o fim de 2010

    Pet quer renovar com o Fla até o fim de 2011, mas diretoria oferece contrato apenas até o fim de 2010

O comportamento da torcida rubro-negra no Maracanã em 2010 já é manjado por todos. Tão logo começa o segundo tempo, os gritos de “Pet!” ecoam pelo estádio. São os torcedores querendo que o ídolo, normalmente no banco de reservas, entre em campo. Nesta última quinta-feira, pela Libertadores, não foi diferente. O fato dá a impressão de deixar inseguro alguns atletas, mas não o técnico Andrade.

O comandante rubro-negro escalou o sérvio desde o início em apenas cinco partidas na temporada. O normal é deixá-lo no banco, ouvir o pedido da torcida e, minutos depois, o colocar em ação. Assim como aconteceu contra a Universidad do Chile, quando o meia entrou aos 19 minutos da segunda etapa no lugar de Vinicius Pacheco.

O jovem, por sinal, é um dos que mais demonstram insegurança nas partidas no Maracanã, quando Petkovic invariavelmente é ovacionado. Titular na maioria dos jogos do Flamengo no ano, Vinicius Pacheco dá sinais de sentir a pressão.

“Isso é normal [a torcida pedir por Pet]. O Petkovic é um ídolo do clube e a torcida pede mesmo”, minimizou o técnico Andrade. “Ele é um jogador com certa idade, que hoje discute uma renovação de contrato. Mas ele jogou contra o Caracas, Botafogo, Tigres, todos esses jogos como titular”, prosseguiu o treinador.

O FLAMENGO NO TWITTER

No entanto, embora já tenha dado algumas oportunidades para Petkovic na temporada, Andrade reconhece que não vê o sérvio exibindo o mesmo futebol de 2009. Desta forma, deixa o veterano brigando com Vinicius Pacheco, Michael e Ramon por apenas uma vaga na equipe titular, tendo em vista que já anunciou que não pretende escalar dois meias no time.

“A partir do momento em que o Pet voltar a ser o mesmo jogador do ano passado, ele vai ter o espaço dele na equipe. Mas agora ainda surgiu o Michael, que será mais um jogador nessa briga”, concluiu Andrade.

Petkovic tem contrato até 15 de junho com o Flamengo e a renovação está complicada. No início da semana passada ocorreu uma reunião e a proposta do clube rubro-negro não teria agradado ao sérvio, que ainda não respondeu aos dirigentes flamenguistas.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host