UOL Esporte Futebol
 
10/04/2010 - 19h48

Antônio Carlos fala em 'por a cara para bater', exime Muricy e pede tempo

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Técnico Antônio Carlos pede tempo para ober <br> melhores resultados com o time do Palmeiras

    Técnico Antônio Carlos pede tempo para ober
    melhores resultados com o time do Palmeiras

O treinador Antônio Carlos falou sobre a situação ruim do Palmeiras na temporada. Ele argumentou que em toda a sua carreira como jogador e treinador sempre “deu a cara para bater”, e não é agora que vai ser diferente.

“Nunca me eximi de culpa pelos resultados negativos, muito pelo contrário. Quem acompanha minha carreira sabe o quanto trabalho e que, mesmo na época de jogador, já colocava a cara para bater em situações adversas. Não seria agora que faria diferente”.

Antônio Carlos acredita que a culpa pela má fase do Palmeiras tem que ser coletivizada, pois “todos têm a sua parcela”. O treinador do time alviverde voltou a pedir tempo para mostrar o seu valor.

“Assim como a vitória é um somatório de esforços, na derrota também todos tem sua parcela de culpa e não excluo a minha. Apenas continuo convicto de que no futebol é necessário ter tempo para trabalhar. Sem treinamento, sem um time entrosado, os resultados dificilmente vão aparecer”.

O treinador do Palmeiras falou pela primeira fase vez sobre as críticas veladas que fazia ao seu antecessor Muricy Ramalho. Antônio Carlos se defendeu argumentando que não fez nenhuma reclamação ao “trabalho de que quer que seja”, mas que ele teve que se adaptar ao time por não ter participado do planejamento no início do ano.

“Quando digo que não participei do planejamento ou da contratação de jogadores no fim do ano passado, isso é um fato. Eu não estava no clube na época e assumi a equipe no meio da temporada. Mas isso não quer dizer que há uma crítica ao trabalho do Muricy ou de quem quer que seja”, argumentou.

“Quer dizer que, como não participei da montagem do time, precisei de mais tempo para conhecer o grupo a fundo e trabalhar, mas não tivemos esse tempo. Foram jogos seguidos, sem a possibilidade de treinarmos mais e corrigirmos o que deveria ser melhorado e entrosar a equipe para jogar da maneira que eu gostaria”, completou.

Por fim, o técnico do Palmeiras mandou um recado ao torcedor da equipe. Antônio Carlos prometeu “muito trabalho” para tirar o time da crise em que se encontra e da má fase na temporada.

“Não preciso ficar me justificando, porque o dia a dia mostra o que efetivamente aconteceu desde que cheguei ao Palmeiras. O torcedor palmeirense pode ter certeza de que trabalho não vai faltar para recolocarmos o Palmeiras no lugar que ele merece”.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host