UOL Esporte Futebol
 
24/04/2010 - 07h07

Meia do Botafogo tenta acordo para pagar dívida com a Ponte Preta

Pedro Ponzoni
No Rio de Janeiro
  • Meio-campo do Botafogo, Renato Cajá, está confiante em um possível acordo com a Ponte

    Meio-campo do Botafogo, Renato Cajá, está confiante em um possível acordo com a Ponte

Renato Cajá foi condenado pela Justiça Trabalhista no início do mês de abril a pagar uma indenização no valor de R$ 1,140 milhão à Ponte Preta porque descumpriu seu contrato entre 2008 e 2009. No entanto, o meia do Botafogo mostra-se tranquilo atualmente. Ele explicou que procurou seu ex-clube e espera um contato para fazer o acerto.

“Essa situação não me preocupa mais porque eu liguei para um diretor da Ponte e pedindo um acerto. Fiquei mais tranqüilo porque o presidente (Sérgio Carnielli) é uma pessoa aberta ao diálogo. Aguardo mais um contato da parte deles para acertar tudo”, afirmou o jogador, emendando.

“Caso eu tivesse essa quantia seria mais fácil para resolver, mas eu não tenho. Por isso, vamos sentar e fazer um acordo que seja bom para mim e o clube”, disse.

BOTAFOGO NO TWITTER

O jogador foi condenado a pagar essa dívida porque após ao ser vendido para o Al Itihad (Arábia Saudita), o clube árabe não depositou uma quantia referente a parcelas do passe de Renato. Dessa maneira, ele ficou obrigado a se apresentar ao clube paulista. Como isso não ocorreu, o caso foi parar na Justiça que acabou condenando o atleta a pagar indenização por perdas e danos.

Em seguida, ele negociou seus próprios direitos federativo e econômico com o Botafogo, clube pelo qual defendeu no Campeonato Brasileiro do ano passado. Porém, por determinação da Justiça a CBF inscreveu o jogador na Ponte Preta, o que acabou reativando seu vínculo com o ex-clube.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host