UOL Esporte Futebol
 
27/04/2010 - 17h22

Fluminense consegue na Justiça nova vitória sobre o zagueiro Dalton

Marlos Bittencourt
No Rio de Janeiro

A vida está ficando cada vez mais complicada para Dalton. Nesta terça-feira, a juíza Adriana Malheiros, da 6ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, negou um pedido de mandado de segurança do advogado do jogador, Décio Neuhaus, para que o zagueiro pudesse se livrar do Fluminense.

No último dia 20 de abril, em audiência, a mesma juíza já tinha dado ganho de causa ao Fluminense. Dalton entrou na Justiça contra o clube alegando falta de pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), no valor de R$ 13 mil, e uma suposta diminuição de salário em R$ 4 mil.

Segundo Décio Neuhaus, o Fluminense não recolheu 17 meses de FGTS e teria feito um contrato de R$ 24 mil com o zagueiro, que estaria recebendo quatro mil a menos.

O Fluminense, porém, disse que o contrato estipulado foi no valor de R$ 20 mil em 2010, passando para R$ 30 mil em 2011 e R$ 35 mil em 2012. O clube ainda sugeriu antecipar os valores para evitar qualquer problema, mas foi recusado pelo atleta.

O FLUMINENSE NO TWITTER

Mesmo derrotado na Justiça, Dalton ainda não retornou aos treinamentos no Fluminense. O vice de futebol do clube, Alcides Antunes, entretanto, não quer mais briga e rechaçou descontar o salário do jogador por causa das faltas.

“Não vamos descontá-lo. Queremos que ele volte, pois o Fluminense é a sua casa. Assim que isso acontecer, vamos colocar uma pedra sobre este assunto”, sentenciou o dirigente tricolor.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host