UOL Esporte Futebol
 
28/04/2010 - 13h50

Óculos de Neymar são específicos para a prática esportiva e raro entre atletas

Do UOL Esporte
Em Santos (SP)
  • O jogador de basquete americano, Amare Stoudemire, é obrigado a utilizar óculos de proteção pelo restante da carreira, após ter a retina deslocada. Eles foram desenvolvidos pelo próprio atleta, em conjunto com uma empresa especializada

    O jogador de basquete americano, Amare Stoudemire, é obrigado a utilizar óculos de proteção pelo restante da carreira, após ter a retina deslocada. Eles foram desenvolvidos pelo próprio atleta, em conjunto com uma empresa especializada

A partir desta quinta-feira, quando retorna aos treinamentos no Santos, Neymar vai utilizar óculos específicos para a prática esportiva. A armação é feita em acrílico, e possuí uma proteção de silicone para o nariz. Bem diferente dos convencionais.

Os óculos são resistentes, para prevenir que Neymar tenha o olho atingindo por bolada, cotoveladas, ou outro tipo de choque. Quebras podem acontecer conforme a intensidade do impacto, mas os médicos garantem que não prejudicam a segurança do usuário. O atacante não vai usar lentes corretivas, já que não tem miopia ou astigmatismo.

A utilização do acessório marcou a carreira do holandês Edgar Davids. O jogador sofria de glaucoma na vista, e durante muito tempo foi obrigado a usar os óculos nos treinamentos e em jogos.

A imagem do volante utilizando os óculos especiais era tão forte que alguns jogos de videogame de futebol passaram a disponibilizar o acessório para a edição de jogadores virtuais. O aposentado Davids já vinha com o seu par de óculos característico.

Em outros esportes, como basquete, tênis e handebol, o uso do objeto específico para proteção ocular também é comum.

NEYMAR É LIBERADO

  • Ricardo Nogueira/Folha Imagem

    Neymar foi submetido a novo exame no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta quarta-feira. O oftalmologista Cláudio Lottemberg confirmou a ótima evolução da lesão no olho. Com o quadro clínico positivo, o atacante está liberado para treinar a partir desta quinta.

Na NBA, o ala-pivô do Phoenix Suns, Amare Stoudemire o utilizou por algumas semanas no ano passado, após uma lesão na íris, mas desistiu de atuar com os óculos por achar que atrapalhavam sua visão. Agora, ele é obrigado a utilizá-lo pelo restante de sua carreira depois de descobrir um descolamento na retina. O jogador participou da confecção de um par específicos juntamente com a empresa especializada.

O maior pontuador da historia da liga profissional norte-americana de basquete, Kareem Abdul-Jabbar, também atuou de óculos durante boa parte da carreira, após uma lesão na córnea. Em sua autobiografia ele relatou que a utilização do acessório chegava a incomodar, pois eventualmente sentia a unha dos adversários tocarem as lentes.

Míope e com dificuldades para jogar à noite, o tenista Gustavo Kuerten também fez testes com os óculos, em 99. Guga fez diversos treinamentos, em Florianópolis, com o equipamento, mas jamais chegou a utilizá-lo em torneios de grande expressão.

Encontrar os óculos no mercado não é tão simples. São poucas as óticas e lojas de materiais esportivos que trabalham com o acessório para pronta entrega. Os preços variam de acordo com a marca, mas em média custam cerca de R$ 300.

Neymar terá que utilizar o equipamento na segunda partida da decisão do Campeonato Paulista, contra o Santo André, em jogo marcado para o próximo domingo, às 16h. Entretanto, a escalação de Neymar no jogo decisivo será avaliada pelos médicos do Santos na véspera da partida.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host