UOL Esporte Futebol
 
19/06/2010 - 07h01

Sem lucros, mas sem traumas, Grêmio reduz elenco de jogadores

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

Além da recuperação de lesionados, o recesso de Copa do Mundo é utilizado pelo Grêmio para a reformulação do seu grupo principal. Considerado muito grande, o elenco é, aos poucos, reduzido, procurando evitar o desgaste aos atletas. Mesmo que não tenha lucrado diretamente em nenhuma negociação, a direção do clube de Porto Alegre ainda promete cortar algumas peças.

Ao final da primeira parte do Brasileirão o Grêmio tinha 33 jogadores em seu grupo de cima. Com as saídas de Bruno Collaço e William, para a Ponte Preta, e Joílson, para o Atlético-PR, o número chega a 30. Não há certeza quanto ao retorno de Lúcio, que não se reapresentou com o restante do elenco. Se ele não acertar um novo empréstimo, já serão apenas 29 atletas. A quantia pode voltar a subir, pois Joílson não foi aprovado nos exames médicos no time paranaense.

"Estive em Madri e o Real trabalha com somente 18 jogadores. Parece pouco, mas eles fazem isso. Entre 25 e 30 jogadores é o número que projetamos desde o início. 18 profissionais, de nível médio para bom, e 10 jovens da categoria de base para crescer aos poucos", planejou o técnico Silas.

PODEM CHEGAR

JOGADOR CLUBE
Éder Luís Benfica
Roger São Paulo
Réver Wolfsburg

Porém, não acabaram as possibilidades de saídas. Como o Grêmio ainda pretende contratar jogadores, outras peças devem ser desligadas do elenco.

Para evitar "traumas", não foi feita uma lista de dispensas e o departamento de futebol pretende evitar rescindir contratos. Até por isso, Henrique, que foi pouco aproveitado no primeiro semestre, deve permanecer.

Com a ida de Joílson para o Atlético-PR, abriria-se uma lacuna no elenco: a lateral-direita reserva. Mesmo com possibilidades de improvisações, Silas não esconde o desejo de contar com um novo atleta para a posição. "Temos o Mário Fernandes e outros jogadores que podemos improvisar por ali, mas não é algo que me agrada muito. Eu prefiro que o Edílson tenha uma sombra pesada, um cara que se ele piscar o olho tome a posição dele. E o reserva tem que sentir a mesma situação. O Grêmio precisa disso e estamos analisando o que será melhor", definiu. Esta situação está indefinida, porque Joílson não foi aprovado nos exames médicos e deve retornar ao Grêmio.

SAÍDAS

JOGADOR CLUBE
Joílson Atlético-PR (indefinido)
William Ponte Preta
Bruno Collaço Ponte Preta

Quanto a Lúcio, a possibilidade dele voltar existe. O Hertha Berlim, que detém seus direitos, até liberou o jogador, porém não está definido o tempo do novo empréstimo. "Eu acho que a grande preocupação do Grêmio é recuperar o Lúcio. Ele não é jogador nosso, mas a conduta ética é deixar ele 100% e depois decidir junto com o clube dele o que for interessante. Ele não deixou nada a desejar nunca enquanto esteve conosco", explicou Silas.

Até a próxima semana, o Grêmio espera definir ou não as contratações de Roger, do São Paulo, que está emprestado ao Guarani, e Éder Luís, do Benfica. Caso não sejam contratados, novas metas precisarão ser tratadas.

Outra chegada possível é Réver. O zagueiro está no Wolfsburg, da Alemanha, e deixou claro que pretende retornar ao time tricolor. "Precisamos aguardar ele resolver sua situação, mas temos uma manifestação dele que, se voltar, quer jogar no Grêmio", revelou Meira.

Os treinamentos do Grêmio seguem em 2 turnos neste sábado. Ambos os trabalhos devem ocorrer em Eldorado do Sul. O primeiro contato com a bola depois da folga ocorrerá pela manhã. À tarde a ênfase será física.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host