UOL Esporte Futebol
 
04/07/2010 - 17h55

Kléber reestreia, perde pênalti, mas Palmeiras vence o XV de Piracicaba

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Depois de 15 anos, Palmeiras e XV de Piracicaba voltaram a se enfrentar neste domingo. A última vez que isso aconteceu foi em 1995, pelo Paulistão daquele ano e o duelo ficou no 0 a 0. Desta vez, o jogo teve menos glamour em Piracicaba, foi apenas um amistoso de preparação após a pausa das competições em virtude da Copa do Mundo. Mesmo assim, o embate marcou a reestreia do atacante Kléber no Palmeiras. No entanto, o ex-cruzeirense não terá boas recordações do confronto, pois perdeu um pênalti na vitória de 3 a 1 do alviverde sobre a equipe do interior paulista.

No começo do primeiro tempo, o Palmeiras demorou para se encontrar em campo. No ataque, o atacante Kléber ficava praticamente isolado de centroavante, enquanto Éwerthon, Cleiton Xavier e Lincoln chegavam de trás. Por outro lado, a defesa deu muito espaço e o XV de Piracicaba criou algumas chances, mas parou em Deola.

Como aos 16min, quando Júlio César chutou forte e o goleiro palmeirense fez uma bela defesa e colocou a bola para escanteio. Pouco tempo depois, o XV voltou a apertar o time alviverde, que se safou pela falta de pontaria dos atacantes da equipe do interior.

Cinco minutos depois, Kléber recebeu a bola na entrada da área, driblou o zagueiro e foi derrubado. O árbitro marcou o pênalti, Kléber mesmo foi para a cobrança, chutou no canto esquerdo e o goleiro Leandro defendeu.

Antes mesmo da chegada de Kléber ao Palmeiras, o time sofreu bastante com os pênaltis perdidos nesta temporada, principalmente, na eliminação da Copa do Brasil contra o Atlético-GO. “Isso no decorrer do tempo vai passar. Eu vinha batendo no Cruzeiro e vinha fazendo, desta vez, não deu certo. Mas é melhor perder agora, em um amistoso, e depois acertar quando valer. O campo é pequeno, meio difícil de jogar, mas vamos tentar melhorar”, disse o atacante à rádio Jovem Pan no intervalo.

Após o descanso, Flávio Murtosa, que treina o Palmeiras antes da chegada de Luiz Felipe Scolari, fez algumas alterações na equipe. As mudanças surtiram efeito e a equipe ficou mais veloz e chegou mais vezes ao gol adversário.

Com isso, o Palmeiras abriu o placar logo no início da segunda etapa. O lateral-direito Vítor recebeu a bola na meia direita, avançou e bateu cruzado, no canto direito do goleiro Leandro. Este foi o primeiro gol do ex-jogador do Goiás com a camisa do Palmeiras. Nem deu tempo dos palmeirenses comemorarem e o XV de Piracicaba logo empatou. Após um bom cruzamento da ponta esquerda, Júlio César dominou a bola e virou bonito, sem chances de defesa para Bruno, que entrou no lugar de Deola após o intervalo.

Diante dos inúmeros testes promovidos por Murtosa, o atacante Tadeu, revelado pelo São Paulo e que estava no Grêmio Prudente, foi um dos que mais se destacou. Apesar de não ir às redes, Tadeu criou boas oportunidades e apareceu muito bem no setor ofensivo alviverde. Enquanto isso, Kléber não estava em um bom dia e perdeu um gol cara a cara com o goleiro rival.

No final, Vítor arriscou mais um chute da entrada da grande área e fez o segundo gol do Palmeiras. Pouco depois, em uma jogada rápida, Patrik recebeu a bola e teve tranquilidade para fazer o terceiro gol alviverde e garantir o triunfo do time sobre o XV de Piracicaba. Agora, o Palmeiras volta as suas atenções para mais um amistoso: o duelo contra o Boca Juniors, na festa de despedida do Parque Antarctica, nesta sexta-feira, às 17h30. De acordo com o site do clube argentino, os palmeirenses levam a partida como revanche pelas eliminações pela Copa Libertadores.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host