UOL Esporte Futebol
 
08/07/2010 - 11h39

Por problema no uniforme, Irã não mandará equipe feminina para jogos em Cingapura

Das agências internacionais
Em Tehran (Iran)

O Irã não poderá enviar a sua equipe feminina de futebol para os Jogos Olímpicos da Juventude, que serão disputado em Cingapura no próximo mês, devido a uma disputa envolvendo o uniforme das jogadoras islâmicas.

O chefe-adjunto do departamento de educação física do Irã, Marzieh Akbarabadi disse que o novo desenho dos uniformes foi "inadequado". Ele disse que a roupa não está nos padrões que foram acordados previamente.

A Fifa proibiu o hijab - tradicional véu que protege meninas e mulheres islâmicas - em 2007 por razões de segurança e para evitar declarações políticas ou religiosas em campo.

O novo equipamento iraniano consiste em um capacete semelhante ao que os nadadores usam, com mangas longas, tops grossos, calças abaixo do joelho e meias longas. O novo vestido branco tem detalhes em vermelho e verde, cores da bandeira iraniana, e foi criado por designers do país.

Cerca de 3.600 atletas, com idades entre 14 e 18 anos, irão competir em 26 esportes nos Jogos da Juventude em agosto.

A organização exigiu em abril que o Irã trocasse o tradicional véu por um capacete que cobre o cabelo das jogadoras, para que elas pudessem participar dos jogos em Cingapura. Porém, Akbarabadi não aceitou as exigências.

O relatório levantado sobre o caso disse que a federação iraniana vai apresentar uma versão final do vestuário das meninas da equipe nos próximos dias, indicando que um acordo ainda poderá ser alcançado para a participação da equipe nos jogos.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host