UOL Esporte Futebol
 
Joel Silva/Folha Imagem

Ronaldo comemora contra o Atlético-PR, último gol marcado na temporada

19/07/2010 - 07h00

Cada gol de Ronaldo em 2010 'custa' R$ 550 mil aos cofres do Corinthians

Renan Prates
Em São Paulo

Em meio à indefinição do seu retorno aos gramados, o atacante Ronaldo vai onerando a folha de pagamento do Corinthians. Estimativa feita pelo UOL Esporte calculou que cada gol que o Fenômeno marcou neste ano já custou R$ 550 mil para o clube alvinegro em média.

DADOS DE RONALDO (2010)

Salário desembolsado pelo Corinthians: cerca de R$ 550 mil
Salário anual com patrocínios: por volta de R$ 13 milhões no ano
Jogos realizados: 17
Gols marcados: 7
Média de gols: 0,41

O cálculo feito é simples: Ronaldo recebe cerca de R$ 550 mil em carteira por mês. Como já se passaram sete meses no ano, o Corinthians pagou R$ 3,85 milhões para ele na temporada, que divididos pelos sete gols que o Fenômeno marcou em 2010 dão a quantia de R$ 550 mil por cada tento assinalado.

É evidente que não é apenas este cálculo que deve ser feito para avaliar a relação custo-benefício de se ter um jogador como Ronaldo no Corinthians. Deve-se levar em consideração também o aumento substancial nos ganhos com patrocínio que o clube passou a ter com a sua chegada, além da renda arrecadada, só para citar dois exemplos. Além disso, o CT do Parque Ecológico teve as obras adiantadas por insistência do atacante.

BLOGUEIRO DO UOL

'Estamos falando de time, não de instituição financeira'

Na questão do patrocínio, o Corinthians após a chegada de Ronaldo passou a ter uma das maiores arrecadações entre os clubes do mundo. A camisa do time contém três empresas (Hypermarcas, Grupo Silvio Santos e TIM) que somadas geram R$ 47 milhões por ano, quase o triplo a mais do que o período anterior a vinda do Fenômeno.

Ronaldo foi anunciado pelo Corinthians em dezembro de 2008, em uma negociação que revolucionou o modelo de transferências no Brasil e que foi até alardeada por alguns corintianos como a ‘maior da história’ do país do futebol.

Com um primeiro semestre quase brilhante em 2009, o Fenômeno foi o 'carro-chefe' da equipe que conquistou os títulos do Paulistão e da Copa do Brasil. Porém, acometido por uma série de lesões, Ronaldo pouco apareceu no segundo semestre, em que praticamente sepultou as chances de estar na sua quinta Copa do Mundo pelo Brasil.

O problema das contusões que assolou Ronaldo no final de 2009 se repetiu em 2010. Por esse motivo, o camisa 9 corintiano disputou apenas 17 dos 36 jogos oficiais e marcou sete gols, o que dá uma média de 0,41 por partida.

O seu retorno aos gramados ainda é incerto. Diferentes fontes do Corinthians dão informações discordantes sobre o assunto. Além disso, o próprio Ronaldo já manifestou interesse em retornar por se dizer em condições, mas foi vetado pelo consultor médico Joaquim Grava, que só quer liberá-lo para o campo quando ele estiver com equilíbrio muscular nas duas pernas.

Ronaldo comentou de forma breve o assunto neste domingo, quando desmentiu Grava e disse que ainda está sentindo a lesão. "É uma pena não poder jogar, porque ainda estou com essa lesão, mas meu filho está curtindo mais ainda", disse ao Sportv antes do início da partida beneficente organizada pelo meia Deco em Indaiatuba, interior de São Paulo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host