UOL Esporte Futebol
 
19/07/2010 - 14h20

Santos minimiza briga na concentração e não pune Wesley e Robinho

João Henrique Marques
Em Santos (SP)
  • Wesley e Robinho em momento de brincadeira no treino do Santos. Jogadores brigaram na concentração antes da partida contra o Fluminense

    Wesley e Robinho em momento de brincadeira no treino do Santos. Jogadores brigaram na concentração antes da partida contra o Fluminense

 

O clima no Santos está ruim também fora dos campos. A diretoria da equipe, que perdeu os dois jogos do Brasileirão realizados após a Copa do Mundo, agora trata de colocar panos quentes em uma confusão entre Wesley e Robinho antes da partida deste domingo contra o Fluminense.

O entrevero no CT Rei Pelé teve início após Robinho quebrar o aparelho telefônico de Wesley. O meia se vingou ao pegar um taco de sinunca e destruir um dos retrovisores do carro do atacante. Apesar disso, o presidente do clube, Luiz Alvaro de Oliveira Ribeiro, descartou punir os jogadores.

“Imagino que a relevância desse episódio corriqueiro se dá a atual importância no cenário nacional. Em um grupo de jovens no auge da capacidade físicas é natural que isso aconteça. Esse grupo tem por características as brincadeiras, e algumas não são bem aceitas por um lado ou outro”, justificou o presidente.

“Durante a partidas os dois jogadores (Wesley e Robinho) trocaram passes e não se negaram a tocar a bola para o outro. Isso mostra que o assunto foi superado. As declarações dos próprios atletas já evidenciam isso”, complementou.

Ao contrário do presidente, os jogadores e do treinador do clube, Dorival Júnior, negaram a confusão. Após o jogo, apenas Wesley falou sobre o tema. O jogador demonstrou irritação pelo vazamento da confusão e tentou negar a briga.

“Quem te falou isso? Não houve nada. Não teve confusão nenhuma. Eu e o Robinho somos amigos”, tentou despistar Wesley.

“Eu gostaria de conhecer quem passou a informação ou se é algum tipo de brincadeira. Agora, se vier a pessoa que contou essa história, vier aqui e assumir o que disse, eu vou responder. Continuo dizendo que para mim é uma surpresa", disfarçou Dorival Júnior.

Essa não foi a primeira confusão no elenco santista na semana. Na quinta-feira, o atacante Neymar reclamou bastante ao ser substituído na derrota para o Palmeiras no Pacaembu.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host