UOL Esporte Futebol
 
06/09/2010 - 14h01

São Paulo fecha com BMG e não rechaça receber jogadores do fundo de investimentos do banco

Paula Almeida
Em São Paulo

Quase seis meses após o fim de sua extensa parceria com a LG, o São Paulo enfim arranjou um novo patrocinador. Nesta segunda-feira, em solenidade no Morumbi, o clube anunciou um acordo com o banco BMG. A instituição poderá estampar sua marca no peito, nas costas e nas mangas das camisas do time principal pelos próximos 10 meses. O valor da parceria não foi revelado, mas se sabe que não atinge os R$ 40 milhões esperados pelo São Paulo no início do ano.

O novo uniforme, apresentado nesta segunda, já foi utilizado pelo São Paulo na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG no último domingo, em Ipatinga, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Além de estampar os uniformes do clube paulista, a BMG terá uma de suas agências bancárias instalada dentro do estádio do Morumbi.

Conhecido também por ter um dos novos e mais fortes fundos de investimentos de atletas do mercado, o banco também poderá coloca alguns de seus jogadores dentro do São Paulo.

“Estaremos próximos do São Paulo, então se aparecer a chance de colocar algum atleta dentro do clube, vamos tentar”, reconheceu Ricardo Guimarães, presidente do BMG.

O clube também se mostrou aberto a essa possibilidade, que não está no contrato, mas o vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes fez ressalvas. “Não existe nenhuma parceria desse tipo, mas não há obstáculos. O que o São Paulo preserva é a sua independência, e fatos como esse só acontecerão se o clube tiver a última palavra”, salientou.

Outra possível parceria entre São Paulo e BMG pode vir nas reformas do Morumbi, que ainda tenta sediar jogos da Copa do Mundo de 2014. “Os nossos patrocinadores sempre têm prioridade nas ações dentro do estádio do Morumbi, e isso inclui as reformas do estádio, é claro”, admitiu o diretor de marketing do clube, Adalberto Baptista, sem especificar qual seria a real contribuição da instituição financeira.

Apesar de fechar com o BMG, o São Paulo dará sequência a sua busca por patrocínios pontuais. As marcas, porém, não necessariamente serão expostas nos uniformes. “Fechamos com o BMG por 10 meses para estampar mangas, peito e costas das camisas, mas o São Paulo sempre está aberto a agregar valor com visibilidade de outras marcas, até mesmo com ações dentro do Morumbi”, explicou Julio Casares, vice-presidente de comunicação e marketing do clube.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host