UOL Esporte Futebol
 
AFP

Ronaldinho posa com aeromoças na chegada a Dubai; diretor do Milan diz que ele fica

28/12/2010 - 11h19

Milan frustra Grêmio e Flamengo e diz que vai manter Ronaldinho em 2011

Das agências internacionais
Em Dubai (EAU)

O Milan quer manter Ronaldinho Gaúcho até o fim do contrato. No primeiro dia de treinamento do clube italiano em Dubai, nos Emirados Árabes, o diretor Umberto Gandini frustrou as expectativas de Grêmio e Flamengo, que queriam ter o jogador, e disse que ele não deve sair “no momento”. 

"Ele vai jogar e seguir no Milan no momento", disse Gandini, que ainda acrescentou que trata-se de um pedido de Silvio Berlusconi, dono do Milan e atual primeiro-ministro da Itália. 

Nesta terça-feira, Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, teria uma reunião no Rio de Janeiro com Assis, irmão e procurador do jogador, para negociar sua liberação. O Grêmio alega ter acertado salários com o jogador, mas ainda dependia da liberação dos italianos, que têm contrato com Ronaldinho até o meio de 2011. 

A fala de Gandini também deixa o Palmeiras frustrado. Apesar de ter reduzido suas tentativas nos últimos dias, o clube paulista também estava na briga. Assim como Grêmio e Flamengo, o Palmeiras buscava parceiros que pudessem bancar os custos do meio-campista, que está insatisfeito em Milão. 

Ronaldinho tem sido presença frequente no banco de reservas do clube, perdendo a disputa de posição com o holandês Seedorf. Mesmo assim, o jogador se apresentou normalmente em Dubai, onde o Milan realiza a sua inter-temporada. 

O primeiro trabalho do grupo foi curto para Ronaldinho. Segundo a Gazzetta dello Sport, o brasileiro sentiu problemas intestinais e deixou o gramado com apenas 30 minutos de treinamento. 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host