UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/06/22/pentacampeao-mundial-junior-aposentado-abre-restaurante-em-belo-horizonte.htm
  • Pentacampeão mundial Júnior, aposentado, abre restaurante em Belo Horizonte
  • 17/11/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Júnior, que defendeu o Atlético-MG, voltou à capital mineira para montar o negócio

Júnior, que defendeu o Atlético-MG, voltou à capital mineira para montar o negócio

22/06/2011 - 14h41

Pentacampeão mundial Júnior, aposentado, abre restaurante em Belo Horizonte

Bernardo Lacerda
Em Belo Horizonte

Aos 38 anos, o pentacampeão mundial Júnior, que defendeu Palmeiras, São Paulo, Atlético-MG e tinha contrato até maio com o Goiás, seu último clube, mas na prática encerrou a carreira no final da temporada passada, inaugurou, na capital mineira, restaurante internacional, cuja especialidade é a culinária francesa.

FACHADA DO RESTAURANTE INAUGURADO POR JÚNIOR NO BAIRRO DE LOURDES

  • Divulgação

    Situado em região nobre de BH, estabelecimento do ex-lateral é especializado em culinária francesa

Localizado no Bairro de Lourdes, um dos mais nobres de Belo Horizonte, o restaurante Mes Amis surgiu a partir da sociedade do ex-jogador e de sua esposa Kelly Souza com o advogado Guilherme Cruz. O site do estabelecimento esclarece que “o nome em francês é pela influência que o restaurante tem da cozinha mediterrânea”.

Júnior contou que a ideia de abrir o restaurante nasceu de uma conversa descompromissada com Guilherme Cruz, que manifestou ao ex-lateral o desejo de investir no ramo de alimentação.

“Surgiu por ideia do meu sócio, que sempre teve vontade de ter um restaurante. Brinquei com ele que eu seria seu sócio e ele acreditou. A vontade era em fazer um restaurante de comida internacional e agora inauguramos”, explicou Júnior.

O Mes Amis oferece pratos franceses com toques da culinária brasileira, preparados pelo chef francês Eric Marty, formado pelo Instituto Paul Bocuse, em Lyon, França, e com passagens por restaurantes em Andorra.

Para encarar a nova empreitada, Júnior pendurou as chuteiras no final da última temporada, quando ainda defendia o Goiás, rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter contrato com o clube goiano até maio deste ano, ele preferiu antecipar a aposentadoria.

“Estou no futebol há 18 anos e você vai se desgastando com muitas coisas que acontece, treinos, viagens, a idade já prejudica. E no final do ano, juntamente com a minha família, decidi que era hora de parar”, observou o ex-lateral-esquerdo, que foi campeão mundial com a seleção brasileira em 2002.

Com títulos expressivos no currículo, como os do Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores e Mundial de Clubes, Júnior festeja a produtiva carreira. “O futebol me proporcionou muitas coisas boas, muitos momentos felizes, sou muito grato, muito feliz. Mas já era hora de parar de jogar, já estou com 38 anos”, ressaltou.

Baiano de Santo Antônio de Jesus, Jenílson Ângelo Souza, ou simplesmente Júnior, iniciou a carreira no Vitória-BA. Em seguida defendeu o Palmeiras antes de se transferir para a Itália, onde jogou no Parma e no Siena. De volta ao Brasil, vestiu a camisa do São Paulo e, em 2009, chegou ao Atlético-MG. No ano passado, transferiu-se para o Goiás.

Placar UOL no iPhone