Topo

Esporte


Buffon, Cannavaro e Gattuso são citados em escutas sobre manipulação de jogos na Itália

Gattuso foi um dos jogadores citado em escuta sobre investigação de manipulação de jogos na Itália - Damien Meyer/AFP
Gattuso foi um dos jogadores citado em escuta sobre investigação de manipulação de jogos na Itália Imagem: Damien Meyer/AFP

Das agências internacionais

Em Roma (Itália)

28/12/2011 07h49

O goleiro da Juventus, Gialuigi Buffon, seu ex-companheiro de equipe Fábio Cannavaro e o meio-campista Gennaro Gattuso, do Milan, todos campeões mundiais com a seleção italiana em 2006, foram citados em escutas na Itália sobre a manipulação de jogos no campeonato nacional.

O nome dos três jogadores foi mencionado em gravações interceptadas de Nicola Santoni, ex-jogador e atualmente preparador físico do Ravenna. Porém, apesar das suspeita, os investigadores e a imprensa italiana afirmam que não existe nenhuma prova até o momento que comprove a participação desses três atletas no escândalo.

Nas conversas gravadas, Santoni afirmou que o “futebol está truncado” e depois se referiu a Buffon e afirmou que o goleiro “joga entre 100 mil e 200 mil euros por mês”. Porém, o preparador-físico fez uma ressalva nas conversas e disse que os três estão doentes.

Na semana passada, dezessete pessoas foram presas na Itália acusadas de envolvimento em uma rede de apostas clandestinas no futebol. Entre os envolvidos, cinco são jogadores italianos.

Segundo a polícia local, os atletas, entre eles Cristiano Doni, ex-jogador do Atalanta (ITA) e Mallorca (ESP), tentavam manipular o resultado das partidas que participavam para favorecer apostas milionárias.

Mais Esporte