UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/01/11/apos-caso-de-reporter-da-globo-associacao-pede-que-jornalistas-nao-comemorem-gols.htm
  • Após caso de repórter da Globo, associação pede que jornalistas não comemorem gols
  • 17/01/2019
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
11/01/2012 - 11h43

Após caso de repórter da Globo, associação pede que jornalistas não comemorem gols

Gustavo Franceschini*
Do UOL, em São Paulo
  • Eric Faria reagiu a gol na vitória do Vasco sobre o Fluminense em novembro do ano passado

    Eric Faria reagiu a gol na vitória do Vasco sobre o Fluminense em novembro do ano passado

A Acerj (Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro) definiu, em reunião na última terça-feira, que vai punir jornalistas que comemorarem gols no gramado durante o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. A decisão da entidade, que representa os repórteres esportivos fluminenses, acontece meses depois que Eric Faria, da Globo, foi flagrado reagindo a um gol do Vasco.

A informação foi confirmada pela Acerj, que não deu mais detalhes sobre o assunto. Consultada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) disse que a decisão foi tomada pela própria Acerj em uma reunião com chefes de rádios esportivas do Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria, o caso de Eric Faria chegou a ser citado como exemplo pelos presentes, mas não foi o real motivador da medida. O problema se aplicaria a vários radialistas que, posicionados atrás dos gols, teriam exagerado nas comemorações.

A postura dos repórteres teria causado constrangimento no contato diário com os torcedores. Por isso, os próprios chefes de rádios teriam mostrado disposição para conterem os ânimos de seus funcionários.

A assessoria de imprensa da Ferj não soube informar, no entanto, que tipo de punição seria aplicada ao repórter que descumprir a determinação. A Acerj diz que quem poderia detalhar as possíveis sanções não compareceu à entidade nesta quarta e, portanto, também não sabe precisar o que acontecerá com os "infratores". 

A proibição de comemoração aos jornalistas não consta na lista de "normas da imprensa" aprovadas e publicadas no site da Acerj na terça. Na relação estão diversas orientações de comportamento para os repórteres. As únicas punições previstas são advertência e punição ao veículo na rodada seguinte em caso de reincidência. Se cometer uma infração pela terceira vez, o veículo seria impedido de cobrir o Campeonato Estadual.  

O caso com Eric Faria aconteceu no fim de novembro, no clássico da penúltima rodada entre Fluminense e Vasco, que brigavam pelo título brasileiro. No primeiro gol do time cruzmaltino, que venceria o jogo por 2 a 1, uma câmera flagra o repórter da Globo reagindo, aparentemente comemorando.

O vídeo foi parar na internet e movimentou os torcedores das duas equipes, que elogiaram e criticaram a atitude de Eric. 

*Atualizada às 14h09

RELEMBRE O CASO DO REPÓRTER DA GLOBO

Placar UOL no iPhone