Topo

Esporte


Jogadores rompem silêncio no Fla, e Alex Silva pede fim da crise por foco na Libertadores

Alex Silva deixou o discurso de cobrança por atrasados de lado e pediu paz no Fla - Pedro Ivo Almeida/ UOL Esporte
Alex Silva deixou o discurso de cobrança por atrasados de lado e pediu paz no Fla Imagem: Pedro Ivo Almeida/ UOL Esporte

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Londrina (PR)

11/01/2012 12h43

Após dois dias de "trocas de farpas" pela imprensa e uma verdadeira crise instalada no Flamengo, os jogadores do Flamengo resolveram levantar a bandeira da paz e evitar estender a polêmica por falta de pagamento. Deivid e Alex Silva, que haviam sido os primeiros a confirmarem o problema financeiro, romperam o silêncio imposto na última terça-feira e falaram em nome do grupo sobre os problemas dos últimos dias.

Enquanto o atacante garantiu estar "tudo bem" no elenco, o zagueiro se prolongou no assunto e disse que é hora de findar os problemas e pensar apenas no jogo contra o Potosí, no próximo dia 25, na Bolívia, pela pré-Libertadores.

"É claro que foi uma situação chata e ninguém gostou, mas temos que parar com isso tudo, esquecer os problemas e concentrar todas as atenções no jogo contra o Potosí. Temos um objetivo muito importante, que pode definir o nosso projeto na temporada, e precisamos rezar no mesmo barco", ressaltou Alex Silva, acrescentando.

"Preferimos o silêncio ontem (quarta-feira) até para evitar esse bate-boca. Precisamos encerrar a polêmica o quanto antes. Estávamos deixando o Potosí de lado, priorizando essas coisas chatas e isso não é bom para o grupo", avaliou o zagueiro.

Além das declarações em tom apaziguador de Alex Silva e Deivid, o clima entre os jogadores também melhorou bastante. Durante a atividade física da manhã desta terça-feira, risos e brincadeiras deram o tom do puxado treinamento. Ainda assim, os jogadores não receberam os seus vencimentos atrasados. A ideia da diretoria é equacionar as finanças até o fim do mês.

Mais Esporte