UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/05/28/jejum-de-atacantes-faz-corinthians-passar-apuros-na-libertadores-e-no-brasileiro.htm
  • Jejum de atacantes faz Corinthians passar apuros na Libertadores e no Brasileiro
  • 19/09/2017
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Emerson Sheik, Liedson e Jorge Henrique enfrentam má fase no ataque do Corinthians

Emerson Sheik, Liedson e Jorge Henrique enfrentam má fase no ataque do Corinthians

28/05/2012 - 06h02

Jejum de atacantes faz Corinthians passar apuros na Libertadores e no Brasileiro

Do UOL, em São Paulo

Atual campeão brasileiro e semifinalista da Libertadores, o Corinthians é modelo de tática e organização para os principais clubes do país. Mas ainda assim o técnico Tite sofre com uma dor de cabeça e encontra dificuldades para armar o time. Os atacantes enfrentam um jejum de gols e o setor ofensivo não tem funcionado nos últimos jogos.

Na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, neste domingo, os homens de frente da equipe do Parque São Jorge completaram seis jogos sem balançar as redes. A última vez foi há mais de um mês, no dia 22 de abril, quando Willian deixou sua marca na eliminação para a Ponte Preta nas quartas de final do Paulistão.

Depois disso, os gols do Timão foram todos marcados por atletas do meio de campo ou da lateral. Diante do Emelec nas oitavas da Libertadores, Fábio Santos, Paulinho e Alex garantiram o triunfo por 3 a 0 e a classificação para a semi.

Neste fim de semana, em Belo Horizonte, o time provou que a fase realmente está complicada. A dupla de ataque reserva escalada por Tite, Élton e Willian, teve ao menos quatro chances claras para deixar o Corinthians em vantagem, mas não conseguiu converter. Élton ainda perdeu uma oportunidade incrível na cara do gol ao cabecear para fora.

O JEJUM DO ATAQUE CORINTIANO

Atacante
Último gol
Willian Em 22 de abril, na derrota por 3 a 2 para a Ponte Preta pelo Paulistão
Liedson, Jorge Henrique e Emerson Sheik Em 18 de abril, na goleada por 6 a 0 sobre o Deportivo Táchira, pela Libertadores
Élton Em 11 de abril , no triunfo por 3 a 1 sobre o Nacional (PAR) pela Libertadores

Após a partida, o treinador admitiu a insatisfação com as finalizações. “Tivemos oportunidades e não traduzimos em gols, ou pela participação do goleiro, ou pela falta de uma precisão maior. Fiquei feliz com o desempenho, mas não com o resultado. Faltou traduzir em gol”, disse.

E os titulares vivem momento ainda pior. Emerson Sheik e Jorge Henrique não cumprem sua principal obrigação desde 18 de abril, na goleada por 6 a 0 sobre o Deportivo Táchira pela fase de classificação da Libertadores.

A deficiência prejudica muito o poder de fogo do Timão que marcou apenas um gol  nos últimos quatro compromissos. Dessa forma,  vem passando apuros no início do Campeonato Brasileiro e na fase decisiva do torneio continental.

Na última quarta-feira, se classificou à semifinal da Libertadores com muito sofrimento graças ao gol do volante Paulinho aos 42 minutos do segundo tempo, no Pacaembu. O tento eliminou o Vasco após o empate sem gols no Rio de Janeiro.

No certame nacional o sinal de alerta já foi ligado, já que o time perdeu os dois jogos que disputou contra Fluminense e Atlético-MG, ambos por 1 a 0. Tite e o meia Alex já demonstraram preocupação com o início ruim.

Placar UOL no iPhone