UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/08/08/rodolfo-do-atletico-pr-e-pego-em-2-exame-antidoping-e-pode-ser-banido-do-futebol.htm
  • Rodolfo, do Atlético-PR, é pego em 2º exame antidoping e pode ser banido do futebol
  • 21/10/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Rodolfo foi pego também no exame realizado na partida contra o CRB, no dia 9 junho

Rodolfo foi pego também no exame realizado na partida contra o CRB, no dia 9 junho

08/08/2012 - 18h12

Rodolfo, do Atlético-PR, é pego em 2º exame antidoping e pode ser banido do futebol

Do UOL, em Porto Alegre

O goleiro Rodolfo do Atlético-PR foi pego novamente no exame antidoping, o que pode dificultar ainda mais o retorno aos gramados como jogador profissional. Desta vez, o teste deu positivo na partida contra o Ceará, no dia 23 de junho. Mesmo não entrando em campo, o jogador assinou a súmula e foi sorteado para realizar o exame. Uma contraprova será feita e se for confirmado o uso de cocaína pode ser banido do esporte.

O primeiro julgamento do goleiro Rodolfo ocorrerá na próxima segunda-feira, a partir das 18h, na Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Mesmo internado em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, o jogador estará presente junto com os advogados do Atlético-PR. Na oportunidade, o atleta será julgado pelo exame realizado na partida contra o CRB, no dia 9 de junho.

O goleiro irá responder na Justiça Desportiva com base no artigo 2º, item 2.1, do Código Mundial Antidopagem (CMAD): “presença de uma substância proibida ou de seus metabólicos ou marcadores em uma amostra colhida do atleta”, que prevê suspensão por dois anos. No dia 2 de agosto, quando Rodolfo admitiu ser viciado, o advogado do clube, Domingos Moro, admitiu que não seria surpresa se ele fosse flagrado em outro teste.

RELEMBRE O CASO JOBSON

  • Ide Gomes/Frame/AE

    Jobson pegou 2 anos - Leia mais

“A partir do momento que esse menino de 21 anos disse publicamente que é um dependente químico, não se surpreendam e não atirem pedras, se qualquer outro resultado aparecer em um passado recente. Então, eventualmente, surgir uma nova notícia do uso de cocaína, não se surpreenda, pois ele é um dependente”, afirmou Moro, após o pronunciamento do goleiro no dia 2 de agosto.

A Procuradoria do STJD pediu a condenação do jogador alegando um novo conceito jurídico que passou a ser usado com a criação do CMAD. O entendimento é que os atletas são responsáveis por qualquer substância que entra no seu corpo. Após a sessão da próxima segunda-feira, em primeira instância, o atleta, se for punido, deverá recorrer ao Pleno do STJD e passar por um novo julgamento em setembro.

Após as duas sentenças serem pronunciadas, a Justiça Desportiva Brasileira informa a decisão a Corte Arbitral do Esporte (CAS) – instância máxima da Justiça Esportiva, que tem sede em Lausanne, na Suíça, e que irá decidir se será necessário um novo julgamento. Se a contraprova do segundo exame antidoping der positiva, Rodolfo pode ser excluído do futebol.

Placar UOL no iPhone