UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/12/22/mourinho-deixa-casillas-no-banco-real-perde-do-malaga-e-se-complica-ainda-mais-no-espanhol.htm
  • Mourinho deixa Casillas no banco, Real perde do Málaga e se complica ainda mais no Espanhol
  • 22/10/2017
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Iker Casillas amargou o banco de reservas no duelo diante do Málaga, neste sábado

Iker Casillas amargou o banco de reservas no duelo diante do Málaga, neste sábado

22/12/2012 - 18h51

Mourinho deixa Casillas no banco, Real perde do Málaga e se complica ainda mais no Espanhol

Do UOL, em São Paulo

Por opção do polêmico técnico Jose Mourinho, o goleiro Iker Casillas ficou no banco de reservas no duelo deste sábado, contra o Málaga, fora de casa. E sem seu capitão em campo, o Real Madrid não resistiu aos anfitriões e acabou derrotado por 3 a 2, complicando-se ainda mais na disputa do Espanhol.

MESSI BRILHA DE NOVO

  • Sem contar com o técnico Tito Vilanova, que há dois dias precisou passar por uma cirurgia para a retirada de um tumor, o Barcelona foi a Valladolid neste sábado e conquistou a sua 16ª vitória em 17 jogos disputados neste Campeonato Espanhol. Xavi, Messi e Tello garantiram o 3 a 1 a favor do time catalão, sendo que o segundo gol foi mais uma obra-prima de Lionel Messi.

O capitão merengue não iniciava um jogo da Liga das Estrelas no banco de suplentes (por uma decisão técnica) há mais de dez anos – a última vez foi em maio de 2002, em jogo contra o Deportivo. Com isso, quem defendeu a meta merengue foi Adán, que acabou levando três gols na partida, mas nenhum deles com falha.

Com o resultado, o Real Madrid estacionou nos 33 pontos e ficou ainda mais distante dos líderes da competição. Enquanto o Barcelona bateu o Valladolid e foi a 49, o Atlético de Madri superou o Celta e foi aos 40.

Sem seu tradicional capitão em campo, o time merengue deu a impressão de que iria atropelar os anfitriões nos primeiros minutos, mas logo o Málaga passou a trabalhar melhor a bola e conteve a pressão inicial dos visitantes. No entanto, a equipe da casa só ameaçou em chutes de fora da área.

Já o Real teve duas ótimas chances. Na primeira, Cristiano Ronaldo, aos 24min, recebeu cruzamento rasteiro de Di María e jogou para fora. No lance seguinte, o português devolveu o presente para o argentino, mas o camisa 22 enfeitou demais e acabou desperdiçando ótima oportunidade.

E quem não faz, toma. Na etapa final, o time da casa voltou melhor, não deixou o Real Madrid encostar na bola nos minutos iniciais e marcou logo aos 3min. Após cruzamento da direita, Joaquín pegou a sobra, limpou a marcação e achou Isco livre na área; o meia bateu rasteiro no canto direito de Adán, que nada pôde fazer.

A resposta merengue veio aos 20min. Khedira ganhou disputa pelo alto na área do Málaga, Benzema brigou pela bola com Sergio Sánchez e o próprio zagueiro acabou tocando por último, mandando contra a própria meta. Tudo igual no estádio La Rosaleda.

O Málaga, porém, não deixou o Real Madrid crescer na partida, e aos 27min voltou a ficar à frente no placar. Após boa troca de passes, Jésus Gámez cruzou rasteiro, Joaquín desviou e Santa Cruz completou para as redes.

E teve mais. Três minutos depois, em outra grande jogada de Joaquín, o meia arrancou pela esquerda e achou Santa Cruz dentro da área; o atacante chutou rasteiro no canto direito de Adán e fez o seu segundo na partida. Ainda houve tempo para um gol de Benzema, mas a reação do Real parou por aí.

 

Placar UOL no iPhone