Willians abraça papel de substituto de Guiñazu e brinca: "vim pronto para morder"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Gramado (RS)

  • Alexandre Lops/Divulgação Internacional

    Willians foi contratado para suprir a saída do ídolo Guiñazu no meio de campo do Inter

    Willians foi contratado para suprir a saída do ídolo Guiñazu no meio de campo do Inter

Willians vestiu vermelho e assumiu sua responsabilidade. Contratado para suprir a saída de Guiñazu, o volante não fugiu da tarefa de ser o herdeiro da pegada forte no meio-campo do Internacional. Em sua apresentação oficial, o jogador brincou e disse que veio pronto para 'morder'.

A frase veio após perguntas sobre seu apelido, dos tempos de Flamengo, onde era chamado de pitbull pelos torcedores em virtude do poder de marcação e desarme. Característica que ajudou na conquista do Brasileirão de 2009, por exemplo.

O lateral direito Gabriel pode continuar em Porto Alegre, mesmo depois de rescindir com o Grêmio. Segundo o pai do jogador, o ex-lateral Wladimir, o Internacional conversou com o jogador e pode ser seu novo destino. A diretoria vermelha, contudo, não confirma.

"Ele me falou. Falou que houve uma conversa com o Gauchinho, parece que ele está intermediando e haveria essa possibilidade. Se houve a rescisão com o Grêmio, eu digo que há uma grande possibilidade dele se acertar com o Inter", disse Wladimir à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre. LEIA MAIS

"Eu vim prontinho para morder", disse Willians. "Sempre quis vir jogar no Internacional, desde quando eu estava no Flamengo. Eu sempre gostei do jeito que o Inter joga", completou.

Na missão de ser o substituto de Guiñazu, Willians é mais simples. Aos 26 anos, o volante sabe que seu antecessor era ídolo. Titular absoluto e exemplo no grupo.

"O Guiñazu fez uma grande história aqui no Internacional, mas eu pretendo sim fazer minha história aqui. Ele foi um grande jogador. Pretendo assimilar esta carência do time. O Guiñazu foi campeão, fez história. Com calma eu posso assimilar isso", comentou.

Egresso da Udinese, Willians assinou um contrato de empréstimo até junho deste ano. Mas o vínculo é apenas para que o time italiano não perca uma vaga de estrangeiros. Seu real compromisso com o Colorado é de quatro anos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos