UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/01/22/apos-inicio-apagado-como-lateral-everton-ribeiro-quer-se-firmar-no-cruzeiro-na-vaga-de-montillo.htm
  • Após início apagado como lateral, Everton Ribeiro quer se firmar no Cruzeiro na vaga de Montillo
  • 20/11/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Everton Ribeiro admite atuar de atacante, mas prefere jogar como meia no Cruzeiro

Everton Ribeiro admite atuar de atacante, mas prefere jogar como meia no Cruzeiro

22/01/2013 - 06h05

Após início apagado como lateral, Everton Ribeiro quer se firmar no Cruzeiro na vaga de Montillo

Gabriel Duarte
Do UOL, em Belo Horizonte

Contratado pelo Cruzeiro para a temporada, o meia-atacante Everton Ribeiro chega para tentar assumir a titularidade na equipe celeste. Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, o jogador relembrou seu início de carreira como lateral esquerdo no Corinthians, disse estar à disposição para também atuar no ataque, mas prefere ocupar a vaga deixada por Montillo.

Revelado nas categorias de base do Corinthians, o jogador começou a carreira atuando pela lateral esquerda. Não conseguiu se sobressair e foi deslocado para o meio-campo, mas não fez sucesso e foi para o São Caetano.

TV Bandeirantes: Campeonato Mineiro promete briga acirrada

“Comecei na lateral, lá no Corinthians, mas me destaquei mesmo na meia, onde gosto de jogar. Mas, hoje em dia, tem que ser versátil, posso fazer os dois lados do campo. Isso é bom para mim e melhor para a equipe”, observou o jogador.

Everton Ribeiro iniciou o ano treinando entre os titulares e armando jogadas ao lado de Diego Souza. No jogo-treino contra o Vitória-ES, no último sábado, o meia foi titular, fez um gol e deu assistência para outro.

A posição ocupada pelo jogador será a deixada por Montillo, que costumava atuar pelo lado direito do meio-campo, na última temporada. Apesar de preferir atuar na vaga deixada pelo argentino, o meia-atacante celeste afirma que também pode ajudar no ataque.

“Sou meia, atacante não é muito minha área. Se precisar é claro que ajudo, mas sou  meia-atacante. Mas posso ajudar nossa equipe fazendo gols também nos amistosos”, ressaltou o jogador.

Placar UOL no iPhone