UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/03/22/aos-95-anos-morre-goleiro-da-selecao-uruguaia-presente-no-maracanazo.htm
  • Aos 95 anos, morre goleiro da seleção uruguaia presente no Maracanazo
  • 16/12/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
22/03/2013 - 13h16

Aos 95 anos, morre goleiro da seleção uruguaia presente no Maracanazo

Do UOL, em São Paulo
  • Goleiro Aníbal Paz era reserva da seleção do Uruguai na Copa do Mundo de 1950, no Brasil

    Goleiro Aníbal Paz era reserva da seleção do Uruguai na Copa do Mundo de 1950, no Brasil

Morreu nesta sexta-feira, aos 95 anos, o ex-goleiro Aníbal Paz, ídolo do Nacional de Montevidéu e da seleção do Uruguai. Ele fez parte do elenco da "Celeste" no "Maracanazo", jogo no qual os uruguaios se sagraram campeões da Copa do Mundo de 1950 sobre o Brasil, no Maracanã.

"Nas últimas horas do dia 21 de março, aos 95 anos de idade, faleceu Aníbal Paz, um dos maiores nomes do Club Nacional de Football", escreveu a equipe da capital uruguaia em seu site oficial, junto com outras homenagens.

Nascido em 21 de maio de 1917, Paz iniciou sua carreira no Liverpool, também do Uruguai, e se sagrou nove vezes campeão do país durante sua carreira pelo Nacional.

Na Copa do Mundo de 1950, ele foi goleiro reserva do Uruguai, atuando na partida contra a Suécia, no triangular final que definiu a competição. Além do Mundial, ganhou a Copa América de 1942 com a seleção.

Em sua carreira pelo Nacional, atuou em 471 partidas durante 15 anos, se aposentando do futebol em 1969. Depois, foi treinador de goleiro do clube tricolor.

"Dono de uma personalidade fantástica, possuía grandes reflexos e enorme coragem, além de muita decisão e valentia para enfrentar qualquer rival", recordou o time de Montevidéu.

Agora, o ex-atacante Alcides Ghiggia, autor do gol da vitória uruguaia por 2 a 1 no Maracanã, é o único representante "Celeste" do "Maracanazo" que ainda esta vivo.

Entre os brasileiros, todos os titulares daquele jogo já morreram. Estão vivos o ex-lateral Nílton Santos e o ex-volante Alfredo II, que eram reservas.

Morte de esportistas
Morte de esportistas

Placar UOL no iPhone