UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/05/14/flamengo-dobra-debito-cmo-cbf-e-deve-r-155-milhoes.htm
  • Flamengo dobra débito com CBF e deve R$ 15,5 milhões
  • 17/12/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Convidada para seleção, Patricia Amorim dobrou dívida do Fla com CBF

Convidada para seleção, Patricia Amorim dobrou dívida do Fla com CBF

14/05/2013 - 06h00

Flamengo dobra débito com CBF e deve R$ 15,5 milhões

Rodrigo Mattos
Do UOL, em São Paulo

Além da forte pressão sobre suas contas, as dívidas também enfraquecem politicamente o Flamengo no futebol brasileiro. No ano passado, o clube dobrou o débito com a CBF e o total atingiu R$ 15,5 milhões. Isso demonstra que a ex-presidente Patrícia Amorim recorreu aos cofres da confederação no ano passado, apesar de o novo empréstimo não ter sido confirmado por nenhuma das partes.

Até o final de 2011, o total do débito rubro-negro com a CBF era de R$ 7,8 milhões. Esse montante cresce desde o início da década passada quando o clube começou a recorrer a recursos da entidade. Mas o valor praticamente dobrou em 2012, e tornou-se provavelmente a maior a dívida de um clube nacional com a confederação. Afinal, o total dos mútuos da entidade com os clubes somam cerca de R$ 50 milhões, isto é, o Flamengo responde por 30% desse total.

RANKING DAS DÍVIDAS TOTAIS DOS CLUBES

CLUBE DÍVIDA EM 2012* DÍVIDA EM 2011* VARIAÇÃO
758,687 442,504 71,4%
639,802 570,944 12%
466,299 433,555 7,6%
452,987 402,066 12,7%
442,412 411,564 7,49%
341,457 267,527 27,6%
318,166 295,845 7,5%
299,333 254,523 17,6%
267,181 230,719 15,8%
259,749 300,742 -13,6%
232,739 220,133 5,72%
135,541 136,670 -0,8%
  • * Números (em milhões de reais)

Esse aumento ocorreu em um ano em que Amorim se aproximou do atual presidente da CBF, José Maria Marin. Chegou a ser convidada para chefiar a delegação da seleção feminina na Olimpíada, o que recusou porque o clube vivia uma crise no momento. Ressalte-se que outras gestões rubro-negras, como a dos ex-presidentes Edmundo Santos Silva e Márcio Braga, também recorreram a cofres da confederação por ajuda financeira.

Nem o Flamengo, nem a CBF informaram quando de fato foi feito o novo empréstimo para o clube - Amorim não foi encontrada para comentar o fato. Fato é que o pagamento deveria ser feito a curto prazo. O balanço do clube carioca diz que, até o final de 2012, o débito com a entidade a longo prazo era de R$ 2,9 milhões. 

Isso significa que os rubro-negros teriam de pagar mais de R$ 10 milhões para entidade só durante 2013. A nova diretoria do clube, que assumiu neste ano, limitou-se a dizer que fez um novo acordo para pagamento do débito.

"Renegociamos nossa divida com a Federação em termos de prazo e juros. Não posso dar mais detalhes", descreveu o vice-presidente de Finanças rubro-negro, Rodrigo Tostes, por meio da assessoria. A CBF informou que não falaria sobre assuntos internos que são tratados com o clube.

Desta forma, a nova diretoria do clube já teve que contar com a boa vontade da confederação para esticar o seu prazo de débito. Isso ocorre a pouco mais de um ano da eleição para presidente da CBF, na qual Marin apoiará o candidato Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol. A confederação tratou de aumentar a ajuda aos eleitores, clubes e federações, no ano passado.

A dívida com os clubes aumentou em R$ 3,3 milhões. A entidade não especifica quanto deve cada time. Mas é fato que os times cariocas são os maiores devedores da entidade.  De acordo com o balanço, o Vasco devia R$ 7,8 milhões ao final do ano passado, com uma redução de cerca de R$ 2 milhões do ano anteriores. Já o Fluminense devia R$ 9,3 milhões em 2012, valor pouco menor do que um ano anterior.

O Botafogo não discriminou em seu balanço a dívida com a confederação. Mas, em 2010, tinha recebido empréstimo de R$ 8 milhões da entidade, pouco antes da eleição dentro do Clube dos 13 em que o então presidente da confederação Ricardo Teixeira apoiava a oposição. Os botafoguenses apoiaram Kléber Leite, nome de Teixeira.

Se o débito botafoguense tiver sido integralmente quitado, só os outros três grandes do Rio deviam R$ 32,9 milhões à CBF ao final da 2012, mais da metade do total emprestado pela confederação a clubes. Clubes como o Corinthians chegaram a ter débitos com a confederação na década passada, mas já as quitaram.

E os empréstimos da CBF não têm condições excepcionais em relação ao mercado. O Fluminense informou que seu débito tem juros de 1,5% ao mês, um pouco inferior ao que é cobrado pelos bancos. Esse costuma ser o padrão de juros cobrados pela confederação, embora esta tenha se recusado as especificar as condições do dinheiro dado ao Flamengo. Fato é que o clube de maior torcida do Brasil entrará no ano da eleição da CBF devendo favores à atual gestão.

Placar UOL no iPhone