UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/07/08/jogador-brasileiro-morre-apos-contrair-malaria-em-jogo-na-africa.htm
  • Jogador brasileiro morre após contrair malária em jogo na África
  • 15/12/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Claudiney Rincon, jogador brasileiro que morreu de malária

Claudiney Rincon, jogador brasileiro que morreu de malária

08/07/2013 - 16h48

Jogador brasileiro morre após contrair malária em jogo na África

José Ricardo Leite
Do UOL, em São Paulo

O volante brasileiro Claudiney Rincon, que se naturalizou para defender a seleção de Guiné Equatorial, morreu na noite de domingo vítima de malária contraída no mês de junho em viagem ao continente africano.

Claudiney Ramos morreu no Conjunto Hospitalar de Sorocaba edefendia no Brasil o clube gaúcho Avenida e vinha defendendo a Guiné em jogos das eliminatórias africanas para a Copa do Mundo de 2014.

O meio-campista foi para África em junho defender a equipe nas partidas contra Cabo Verde e  Tunísia e retornou para o Brasil no último dia 19.

Morte de esportistas
Morte de esportistas
#uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','17406', '')

Sentiu dores de cabeça e náusea em um jogo do Campeonato Gaúcho na semana passada, mas pouco tempo depois se recuperou.

Na última quarta-feira, retornou para Sorocaba, cidade no qual jogou por muitos anos no São Bento e tem residência. Passou mal e foi para o pronto socorro duas vezes, mas não chegou a informar que tinha estado no continente africano.

A suspeita da doença só veio à tona quando outro brasileiro que defende a seleção africana, o goleiro Danilo, teve detectada malária e está internado na cidade de Natal-RN.

O jogador então foi internado e medicado no último domingo, mas não teve tempo suficiente para a recuperação.

“Aí deduziram por ele ter passado nos mesmos lugares que ele e estar com os mesmos sintomas. Depois foi relato que ele estaria com malária, mas já era tarde quando descobriram. É uma malária maligna, que se alastra e difunde rapidamente”, falouFabiano Henrique Fernandes, supervisor de futebol do São Bernardo e padrinho de casamento de Claudiney, que acompanhou o jogador no hospital nos últimos dias.

Claudiney Rincon não tinha filhos e era casado. Sua família édePorecatu (PR) e já está a caminho de Sorocaba para o velório e enterro.

Placar UOL no iPhone