Topo

Futebol


Piá é preso por suspeita de envolvimento em roubo a caixas eletrônicos

Piá já tinha passagens pela polícia por porte de arma e drogas, segundo a TV Globo - Reprodução/Facebook
Piá já tinha passagens pela polícia por porte de arma e drogas, segundo a TV Globo Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

23/01/2014 06h56

O ex-jogador Piá, que teve passagens por clubes como Corinthians, Santos e Ponte Preta, foi preso na madrugada desta quinta-feira em Campinas por suspeita de envolvimento com roubos a caixas eletrônicos, informou a TV Globo. A Polícia Militar encontrou no carro de Piá objetos usados para “pescar” envelopes dos caixas.

Outras duas mulheres, sendo uma delas a mulher de Piá, também foram presas. Todos foram levados ao 1º Distrito Policial de Campinas para prestar depoimento. Como já tinha passagens por porte de arma e entorpecentes, o ex-jogador deve ser transferido para a penitenciária de Hortolândia.

De acordo com a emissora, a PM abordou o carro de Piá em frente a uma agência bancária. O ex-jogador falava ao telefone e teria dito que faria um depósito. Os policiais não encontraram nenhum comprovante e resolveram revistar o veículo. Foram encontrados objetos como lâminas de alumínio, chave de fenda, alicate e fitas adesivas, que seriam utilizados para remover as cédulas dos caixas eletrônicos. Com a mulher de Piá, Pabllin Jéssica Gomes, mais objetos como esses foram encontrados em uma bolsa.

Piá já tinha passado por um escândalo policial em 1999, quando foi acusado de coautoria do assassinato de um mecânico em Limeira, no interior de São Paulo. Na época, o então jogador da Ponte Preta foi tido pela Polícia Civil como o mandante do crime. Piá teria dado a ordem para que o outro acusado pela morte do mecânico pegasse a arma em seu carro e fizesse o disparo. O atleta foi absolvido em julgamento anos depois. 

  • Piá jogou no Corinthians em 2004 e também passou pelo Santos e Ponte Preta

Mais Futebol