Topo

Futebol


Torcedor do Juventude é agredido antes do jogo e quer processar o Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2014-02-19T15:19:57

19/02/2014 15h19

O Internacional venceu o Juventude, por 2 a 1, mas deve encarar uma prorrogação da partida fora das quatro linhas. Tudo por conta de uma confusão entre torcedores, na entrada do estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Os aficionados do time de Caxias do Sul relatam que foram agredidos por colorados e um deles pretende processar o clube da capital.

“Entrarei com uma ação judicial contra os organizadores do evento. O estádio não tem condições de receber jogos oficiais de futebol com duas torcidas”, disse ao UOL Esporte Rudimar Schreiber Júnior.

De acordo com o relato dos visitantes, a bilheteria com entradas para a torcida da Serra Gaúcha estava ao lado da área destinada para compra de tíquetes dos colorados. E este encontro, sem a presença de policiais, motivou o conflito.

“Um grupo com 30 colorados correu em direção a um torcedor do Juventude que se deslocava para o portão de acesso da nossa torcida. Este grupo fez a volta e retornou com umas 80 pessoas. Oito torcedores do Juventude ficaram embretados, junto com quatro seguranças do Inter”, afirmou.

A versão do Internacional é diferente. Segundo a diretoria do clube, mandante da partida no estádio do Vale, o grupo de torcedores visitantes acessou uma área que era destinada somente aos colorados.

“Alguns torcedores do Juventude foram à bilheteria do Internacional. Os seguranças do clube e a Brigada Militar não os aconselharam a ir para lá. Eles seguiram. Vários seguranças do Inter saíram com lesões, tentando evitar a briga. Mas o controle só foi reestabelecido com a chegada da BM mesmo”, disse o vice-presidente de administração do Inter José Amarante.

Ao todo, sete torcedores do Juventude foram atendidos pela ambulância localizada na linha de fundo do gramado do estádio do Vale. O grupo registrou uma ocorrência no local, em um posto da Brigada Militar. Rudimar Schreiber Júnior ainda foi até o Instituto Médico Legal, em Porto Alegre, para realizar exame de corpo delito. Os laudos, e mais o ingresso adquirido, devem ser usados como provas no processo.

“Tenho o ingresso na mão, comprei na bilheteria certa. Os preços eram diferente do normal, tinha uma tabela mostrando os valores para a torcida do Inter e do Juventude. Isto prova que era a bilheteria correta”, afirmou o torcedor.
 

Mais Futebol