Saída de Kleina abre portas para Deola, França e esquecidos no Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

Muitas vezes o treinador não tem culpa, mas a mudança de comando é necessária para chacoalhar o grupo. Essa é a justificativa de muitos jogadores, dirigentes e, até mesmo de treinadores em mudanças de comando. No Palmeiras, independentemente da culpa de Gilson KIeina no mau momento, a troca certamente causará o mesmo efeito.

Ainda sem definição do nome que comandará a equipe do Palestra Itália, vários jogadores começaram, já nesta quinta-feira, uma vida nova, sob o comando de Alberto Valentim. É o caso de Deola, por exemplo. O goleiro já vinha treinando com bola desde segunda-feira, mas, coincidentemente com a saída de Kleina, voltou a participar de um rachão com seus companheiros.

França é outro caso. Afastado dos treinamentos até então por causa do excesso de noitadas, ele poderá ter uma nova chance com a saída de Gilson Kleina e sua comissão técnica.

Neste sábado, a ideia da diretoria é ainda contar com Alberto Valentim como um treinador interino. Ele faz parte da comissão técnica fixa, que não mudará mesmo com a troca de comando.

Confira a lista elaborada pelo UOL Esporte de jogadores que podem ganhar mais espaço com a saída de Gilson Kleina. 

DEOLA

O goleiro voltou a treinar com bola na última segunda-feira, quando o grupo viajou para São Luís do Maranhão. Depois de voltar de empréstimo, ele foi reincorporado no elenco aos poucos e, agora, com a lesão de Fernando Prass, pode voltar a ser escalado na equipe do Palmeiras. Na última quinta-feira, com Alberto Valentim, ele voltou a participar de um rachão.

WELLINGTON

O jovem zagueiro começou bem, fez boas aparições, mas acabou preterido para Tiago Alves por opção de Gilson Kleina. Criado nas categorias de base, o jogador pode voltar a fazer parte da defesa com Lúcio, zagueiro pentacampeão, que é referência para qualquer atleta mais jovem que atue na defesa.

WILLIAM MATHEUS

Com Juninho irregular na esquerda, William Matheus já foi testado, mas teve erros fatais nas vezes que entrou e acabou queimado com a torcida e também com Gilson Kleina. Agora com a mudança de comando, o jogador poderá tentar uma vida nova no Palmeiras para voltar a ser destaque como era no Goiás.

EGUREN

O uruguaio era muito elogiado pela comissão técnica por causa de sua força física, mas nunca impressionou quando entrou em campo. Com a troca de comando, o volante pode voltar a mostrar o futebol que o fez ser convocado pela seleção do Uruguai e despertar a atenção de Gilson Kleina quando atuava no Libertad.

Reinaldo Canato/UOL
França pode voltar a ter uma chance no Palmeiras com a mudança de treinador

FRANÇA

O volante despontou, foi muito bem quando começou a ser titular, mas uma lesão na panturrilha e problemas com o excesso de festas o afastaram dos gramados. Ele estava um pouco afastado com a chegada de Gilson Kleina, mas voltou a treinar na última quinta-feira, quando o treinador já não estava mais. Com Valentim, pode receber uma nova chance e atuar no meio-campo palmeirense.

BRUNINHO

Testado como lateral direito, ele não agradou e foi preterido por Wendel. Agora, resta saber se como volante ou aberto. Contratado da Portuguesa, ele foi indicação de Gilson Kleina, mas não vingou e precisa jogar mais futebol para poder ter chances.

FELIPE MENEZES

Muito bem em treinos e amistosos, o meia não consegue repetir o bom desempenho dentro de campo. Contratado sob um vínculo longo, ele pode aproveitar o novo comando para provar que tem seu valor e merece ter uma chance ao lado de Valdivia. A contusão de Bruno César e a irregularidade de Mendieta podem jogar a seu favor.

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Mazinho pode voltar a ter o futebol que lhe deu o apelido de Messi Black

MAZINHO

O atacante começou a temporada muito bem após voltar de empréstimo do mundo oriental, mas despencou de rendimento e voltou para o banco de reservas. No último jogo, até teve chance para entrar com a bola rolando. Quem sabe com um novo comando, ele consiga despertar o futebol que o fez ganhar o apelido de Messi Black.

DIOGO

Muito prejudicado pelas lesões, o atleta não chegou nem perto de fazer os olhos palmeirenses brilharem como brilharam os dos lusitanos. Com chance de atuar no meio-campo ou como atacante, ele precisa de mais sequência para mostrar para o mundo do futebol que ainda tem chance de ser destaque em uma equipe grande. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos