Ídolo do Palmeiras, ex-goleiro Oberdan Cattani morre aos 95 anos

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

O ex-goleiro do Palmeiras Oberdan Cattani morreu aos 95 anos, na noite desta sexta-feira, no Hospital do Servidor Público, em São Paulo, após complicações cardíacas causadas por uma pneumonia. A informação foi confirmada por Walquíria Cattani, filha do ex-goleiro, em entrevista ao UOL Esporte.

A morte do ídolo palmeirense aconteceu por volta das 23 horas desta sexta-feira. Assim que o corpo do ex-goleiro for liberado, ele será encaminhado para o Palmeiras, local do velório.
Depois, Oberdan será enterrado no Cemitério São Paulo, no bairro de Pinheiros, na capital. O horário ainda não foi confirmado.

Em abril deste ano, o ex-goleiro do Palmeiras havia sido internado no Hospital Bandeirantes e teve de ser submetido a uma cirurgia por conta de uma grave lesão coronariana. Apesar de ter sido liberado, Oberdan foi acompanhado pelos médicos durante o período até ser novamente internado.

Oberdan Cattani será o quarto jogador da história do Palmeiras a ser homenageado com um busto em seu clube social – os outros homenageados foram Junqueira, Waldemar Fiúme e Ademir da Guia. A inauguração do busto estava marcada para este mês de junho, mas foi adiada, a pedido da família de Cattani, porque ele já estava com a saúde frágil. Desde 2009, já se cogitava a homenagem, mas ela só foi aprovada pelo conselho do clube no fim de 2013.

"Receber um busto me deixa muito feliz porque é uma consideração pelo que fiz por este clube. Aqui é minha casa", disse na época.

Oberdan nasceu em Sorocaba em um 12 de junho - mesma data em que o Palmeiras, 74 anos depois do nascimento do ex-goleiro, sairia da fila de 17 anos sem títulos com uma goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians, que sacramentou a conquista do Campeonato Paulista de 1993.

O ex-goleiro era o último jogador vivo que defendeu o Palestra Itália e também o Palmeiras, que ganhou este nome em 1942, na Arrancada Heroica. Ele tinha 351 partidas disputadas entre 1941 e 1954, com 207 vitórias, 76 empates e 68 derrotas.

Seu currículo tem quatro títulos de Campeonato Paulista (1942, 1944, 1947 e 1950), o Torneio Rio-São Paulo e a Taça Rio de 1951 - na qual a equipe superou a Juventus-ITA para conquistar o torneio, considerado pelo clube um título mundial. Na conquista, Oberdan ficou na reserva do goleiro Fabio Crippa.

Nos últimos meses, Oberdan tinha dificuldades para andar e precisava sempre usar uma cadeira de rodas para conseguir se locomover. Foi assim que ele visitou as obras da Arena Palestra, a convite de uma produtora que documenta a evolução das obras da WTorre. Ele também é membro da Academia de Imortais, que dá direito a uma cadeira cativa na Allianz Parque a ídolos do passado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos