Regra do gol fora de casa ficou ultrapassada, diz Blatter

Do UOL, em São Paulo

  • Terceiro Tempo

A regra do gol marcado fora de casa utilizada para decidir confrontos empatados de mata-mata "ficou para trás" e precisa ser repensada. É o que acredita o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

O método, segundo o qual o time que marcar mais gols fora de casa se classifica em caso de empate em número de pontos e saldo de gols, foi criado em meados da década de 60 do século passado. Ele substituiu a decisão por sorteio que acontecia nos casos em que partidas terminavam empatadas no placar agregado depois do segundo jogo. A regra é usada na Liga dos Campeões da Europa e em várias outras competições locais pelo mundo.

Em sua coluna na revista semanal da entidade, Blatter escreveu que a regra favorece os times que jogam fora de casa na segunda partida.

"Na verdade ela favorece a equipe que joga fora no jogo de volta. Com o placar empatado, o time tem 30 minutos a mais que seu oponente para fazer o gol fora. Além disso, na primeira partida não há possibilidade de tempo extra", afirmou.

"É hora de repensar esse sistema", disse Blatter. "O futebol progrediu desde os anos 60 e a regra do gol fora de casa pode não ser questionada. Mas esta regra faz algum sentido?", questionou.

Blatter sugeriu a implementação da regra utilizada na Liga de Futebol Americana e na Liga dos Campeões da Concacaf, onde a regra do gol marcado fora vale somente até o termino do tempo regulamentar.
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos