Topo

Futebol


'Caso Thiago Silva' gera 2º abalo na volta de Dunga à seleção brasileira

Bruno Domingos/Mowa Press
Thiago Silva reclamou por ir para a reserva. Dois meses antes, Maicon havia sido cortado da seleção Imagem: Bruno Domingos/Mowa Press

Bruno Thadeu

Do UOL, em Viena (Áustria)

2014-11-16T16:28:48

16/11/2014 16h28

Com apenas cinco jogos à frente da seleção neste período pós-Copa, o técnico Dunga tem pela frente um segundo grande problema a resolver no elenco. As reclamações de Thiago Silva neste domingo foram endereçadas a Dunga e até para Neymar. A gravidade é muito menor em relação ao corte do lateral Maicon, em setembro. No entanto, o assunto é considerado tão delicado quanto por se tratar do ex-capitão da seleção e que integra o elenco que participa da turnê na Europa.

Com Maicon, ficou estabelecido que o lateral não defenderá mais a seleção em virtude de conduta indisciplinar. Dunga analisará o teor dos comentários de Thiago Silva com o coordenador de futebol da seleção Gilmar Rinaldi. A comissão técnica não pretende adotar mesma punição aplicada a Maicon.

Nesta segunda-feira à tarde, Dunga concederá uma entrevista coletiva, seguindo o protocolo de toda véspera de jogo da seleção. Na terça o Brasil enfrenta a Áustria. Para esse jogo, a dupla de zaga será mantida: Miranda e David Luiz.

“A sensação é de que tiraram alguma coisa que te pertencia. Estou triste. Se eu disser que estou feliz vou estar mentindo”, disse Thiago neste domingo , no hotel em que a seleção está concentrada, em Viena.

“Isso você tem que perguntar ao professor [se a perda da titularidade é temporária]. Hoje em dia eu não sei. Depende do ponto de vista das pessoas”.

Thiago Silva ficou fora de convocações anteriores em virtude de lesão. E quando voltou ao selecionado para os amistosos contra Turquia e Áustria, o jogador viu Miranda assumir a liderança da zaga.

Miranda participou dos cinco jogos neste retorno de Dunga (cinco vitórias, com 12 gols marcados e nenhum sofrido).

A reclamação de Thiago Silva vai contra o discurso repetido à exaustão por Dunga. O treinador enfatiza em entrevistas que busca um time “sem nomes” e que dará valor ao momento em detrimento do histórico de cada atleta.

Hulk perdeu a vez com Dunga 

Hulk também ficou para trás após Dunga discordar da conduta do atleta. O atacante teve seu nome vetado para seleção em setembro após documento enviado pelo departamento médico do Zenit, de que Hulk se recuperava de lesão. Dunga ficou incomodado quando soube que o atacante voltou antes do prazo estabelecido pelos médicos do clube russo e interpretou como má vontade de Hulk.

Já o atacante diz que costuma se recuperar rapidamente devido à "genética privilegiada". Mesmo obrigado a escalar apenas jogadores que atuam no exterior para os amistosos na Turquia e Áustria, Dunga não levou Hulk.

Mais Futebol