Goleiro Renan está de volta ao Corinthians. Mas não por muito tempo

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

  • Junior Lago/UOL

    Goleiro Renan faz sua estreia no Corinthians na partida contra o Cruzeiro em 2011

    Goleiro Renan faz sua estreia no Corinthians na partida contra o Cruzeiro em 2011

Lembra do goleiro Renan, que estourou no Avaí, chegou à seleção brasileira, foi contratado pelo Corinthians por R$ 5 milhões, mas jogou apenas três vezes e foi emprestado para vários clubes menores? Pois ele está de volta.

Depois de uma passagem irregular pelo Bragantino, onde não conseguiu se firmar como titular, o goleiro de 24 anos será devolvido ao Corinthians antes do fim do contrato de empréstimo, que seria em maio de 2015.

Vinculado ao Parque São Jorge até 2016, ele não deve ganhar uma chance com o técnico Tite, o mesmo que o preteriu há três anos.

Seu empresário, Carlos Corsini, acredita que o mais provável é que o clube consiga emprestá-lo novamente, já que ele não teria espaço no elenco. Mesmo tendo jogado apenas dois jogos com a camisa alvinegra, Renan continua tendo o salário pago pelo Corinthians.

A questão salarial, aliás, foi apontada pelo presidente Marcos Chedid como o grande empecilho para manter Renan no Bragantino.

De acordo com o cartola, o acerto feito com o Corinthians previa que o Bragantino ficaria responsável por pagar o salário de Renan a partir de janeiro. "Não temos condições de pagar R$ 60 mil para jogador nenhum, nem para o Renan, que é um grande goleiro", disse Chedid.

"Ele teve um problema lá no começo no Corinthians, fez alguns jogos ruins, e depois ficou difícil jogar lá", afirmou seu agente, Carlos Corsini. "Mas estamos confiantes em colocá-lo em um time da Série A ou da B."

A história de Renan é curiosa. Em 2010, com apenas 14 jogos como profissional, ele foi convocado por Mano Menezes para a seleção brasileira e se tornou o primeiro atleta de um clube catarinense a defender o Brasil.

Em um jogo pela Copa do Brasil em 2011, contra o São Paulo, Renan fechou o gol e saiu de campo aplaudido até pelo ídolo Rogério Ceni. Imediatamente, seu nome começou a ser especulado em clubes grande do país e da Europa.

O Corinthians o contratou por R$ 5 milhões e, logo em sua estreia, ele falhou no gol de Wallyson que deu a vitória ao Cruzeiro e levou à quebra de uma invencibilidade corintiana, tudo em pleno Pacaembu.

Ele ainda jogaria duas vezes antes de ser barrado por Tite em favor do terceiro goleiro Danilo Fernandes (o titular na época, Júlio Cesar, estava machucado).

Depois de sair do Corinthians, Renan foi emprestado ao Vitória, ao Estoril de Portugal, ao Guarani, ao Botafogo-SP e, finalmente, ao Bragantino. Agora está de volta ao Corinthians.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos