Topo

Futebol


Patric realiza sonho de retornar ao Atlético-MG e adota lema da torcida

Cristiano Andujar/Getty Images
Patric está agradecido com a nova chance de jogar no Atlético-MG e usa lema da torcida: 'Eu Acredito' Imagem: Cristiano Andujar/Getty Images

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

2015-01-06T06:00:00

06/01/2015 06h00

O lateral-direito Patric entrou no Campeonato Brasileiro de 2014 com uma meta traçada: ir bem pelo Sport e conseguir retornar ao Atlético-MG, clube que desembolsou R$ 2,3 milhões por ele, em 2011. E Patric conseguiu. Pelas estatísticas da competição ele foi o melhor jogador da equipe pernambucana, além de ser o artilheiro, com sete gols anotados. Cobiçado pelos rivais Grêmio e Internacional, é na Cidade do Galo que ele vai se apresentar nesta quarta-feira. “Espero que as férias acabem logo, quero voltar já ao Atlético”, disse o jogador, com exclusividade ao UOL Esporte.

Um dos motivos de querer encontrar logo os companheiros de trabalho é para dar um abraço no técnico Levir Culpi e agradecer pela nova oportunidade. Foi o treinador do Atlético que pediu o retorno do jogador que era cobiçado também pelo próprio Sport. “Era uma coisa que eu tinha em mente, que era voltar para o Galo. Até adotei o lema da torcida, o ‘Eu Acredito’. Acreditei que teria essa nova oportunidade e me dediquei bastante, entrei no Brasileiro focado e com o pensamento único em retornar ao Galo”, explicou Patric, que parece ter superado os problemas com a torcida alvinegra.

Na primeira passagem pelo Atlético, em 2011, o então lateral de 21 para 22 anos disputou 23 jogos e fez dois gols. Nas duas vezes em que marcou, contra América-MG e Cruzeiro, a comemoração foi com gestos direcionados aos torcedores, já que Patric era bastante cobrado nos jogos realizados na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Quase quatro anos depois, Patric relata como foi acompanhar os títulos do Atlético pela televisão, encantando pela torcida e vibrando junto com os atleticanos.

“Realmente é uma marca diferenciada do torcedor atleticano, o estilo de apoiar o time em campo. A cada jogo eram inúmeras imagens, tem muita coisa, dá para ficar falando por horas. Lembro bem daquela vez com a Dona Miguelina, quando ela entrou em campo com o Ronaldinho. O que vi pela televisão foi uma coisa linda, um amor de verdade. São inúmeros os feitos da torcida e o que ela provoca, e é isso que marca na massa do Atlético. Faz com que o atleta se sente bem, produza mais. A torcida vai incentivar, então o jogador se motiva, dá até carinho de cabeça”.

Abaixo, confira o restante da entrevista de Patric.

Brasileirão 2014

“Sem dúvida estou muito feliz por voltar ao Atlético, isso graças a Deus e ao Levir. Vivo o melhor momento da minha carreira, pois tive um ano maravilhoso. Sou muito grato ao Sport e aos meus companheiros que ficaram em Recife, que me ajudaram bastante nessa grande oportunidade que tenho de jogar mais uma vez no Galo. Jogar a Libertadores é um sonho, então estou muito feliz e grandes coisas estão por vir para o Atlético em 2015”.

O Atlético de 2011

“Quatro anos atrás o clube estava em processo de reformulação e, infelizmente, as coisas não aconteceram, não se encaixaram como a gente esperava. Mas foi um período de amadurecimento, tanto que na época chegaram alguns jogadores que estão no clube até hoje. Agora o Atlético é o time de grandes momentos, das decisões, sempre com emoção. É um Galo forte, um Galo vingador, um Galo que emociona e está sempre em busca do resultado”.

Mais experiente

“É uma nova história que se inicia neste momento. O Patric de hoje está bem mais experiente, em março vai fazer 26 anos. Portanto é uma nova vida, uma nova etapa na minha caminhada que sempre foi muito parecida com a do Atlético, sempre com muita luta, muito suor e dedicação. Me encaixo nesse perfil para jogar no Galo, um jogador de muita raça”.

Disputa por posição

“Hoje o Marcos Rocha é o melhor lateral-direito do país, sem dúvida alguma. Ele vive uma excelente fase e merece tudo isso que está acontecendo. Mas quem quer estar nas grandes equipes já sabe como é a concorrência, então está tranquilo. Temos três grandes laterais, todos com muito potencial. A temporada é longa e desgastante, por isso todo mundo vai jogar. O sol brilha para todos, é estar preparado para quando chegar a minha oportunidade”.

O Atlético de 2015

“Como já disse, é mais uma nova história. Creio em Deus e acredito que esse ano vai ser mais um abençoado na vida do Atlético. Temos tudo para fazer a temporada 2015 muito boa para torcida atleticana. Vamos aproveitar essa oportunidade, tenho certeza”.

Mais Futebol