Fluminense perde para Colonia, e time alemão é o campeão da Florida Cup

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense até saiu na frente, mas cedeu a virada e acabou novamente derrotado na Florida Cup na noite deste sábado, desta vez por 3 a 2 para o Colonia, no Everbank Stadium, em Jacksonville, nos Estados Unidos.  O resultado deu o título da Florida Cup ao time alemão, único a vencer suas duas partidas no torneio. A Alemanha, por sua vez, venceu a disputa por países, com três vitórias contra uma do Brasil.

Com a derrota, o Fluminense encerrou sua participação na Florida Cup com a última posição do torneio. O Tricolor já havia perdido para o Bayer Leverkusen na estreia por 3 a 0 e foi o único time sem uma vitória na competição.

A derrota para o Colonia foi o último compromisso do Fluminense nos Estados Unidos. O elenco embarca no fim deste domingo para o Rio de Janeiro, aonde deve chegar na manhã de segunda-feira.

Fases do jogo

Ao contrário da estreia, o Fluminense começou o jogo sem ser pressionado pelo rival. Diferentemente do confronto com o Bayer Leverkusen, o Tricolor conseguiu se postar bem em campo e equilibrar as ações iniciais da partida, ajudado também pela boa atuação do meia Conca.

Tanto é que foi o Fluminense o primeiro a marcar no Everbank Stadium, logo aos 5min de jogo. Conca levantou bola na área em cobrança de falta na medida para a cabeçada do volante Edson. Especialista nesse tipo de jogada, o camisa 5 mandou a bola para o fundo da rede.

O Tricolor, no entanto, logo sofreria com o próprio veneno. Dois minutos depois, em cobrança de escanteio, o goleiro Diego Cavalieri demorou para sair do gol e acabou vencido por Ujah no alto, o que resultou no empate do Colonia. O início eletrizante, porém, ficaria na promessa, com um duelo bastante morno e sem emoções até o intervalo.

O Colonia, no entanto, aproveitou o grande número de trocas no Fluminense no começo do segundo tempo e logo aproveitou para interromper o marasmo. Aos 5min, Finne virou para o time alemão após rebote de seu próprio chute. Aos 21min, os europeus ampliaram o placar, com Halfar após falha de João Filipe.

O Fluminense ainda tentou uma reação, mas o Colonia soube controlar bem sua vantagem. Aos 25min, Walter acertou um belo chute e descontou para o Tricolor, mas não foi o suficiente para impedir a derrota.

O melhor: Conca – durante o tempo que esteve em campom, o meia tricolor organizou a equipe com direito a jogadas de efeito no primeiro tempo de partida. O argentino também foi o responsável pelo cruzamento concluído em gol por Edson na etapa inicial.

O pior: Diego Cavalieri – o goleiro do Fluminense foi mal no lance do gol de Ujah, no primeiro tempo. O camisa 12 demorou para sair do gol e acabou sendo vencido na disputa com o jogador do Colonia, que cabeceou sem dificuldade para o fundo da rede.

Chave do jogo: As trocas no intervalo. O Colonia aproveitou as substituições de Cristóvão Borges antes do segundo tempo e conseguiu marcar dois gols na primeira metade da etapa complementar, praticamente definindo o jogo. O Fluminense ainda tentou reagir, mas não foi possível.

Para lembrar:

Estreia distante: o Fluminense ainda terá muito tempo para se preparar para o Campeonato Carioca. O Tricolor estreia na competição apenas no dia 1º de fevereiro, contra o Friburguense, às 19h30, no Maracanã. O time retorna ao Rio logo após a participação na Florida Cup, no dia 18 de janeiro.

Fred ausente: o camisa 9 mais uma vez foi desfalque para o Fluminense no duelo com o Colonia. O capitão tricolor já não havia enfrentado o Bayer Leverkusen na última quinta por ainda estar em busca da forma ideal. A tendência é que ele só volte a jogar na estreia pelo Carioca.

FLUMINENSE 2 x 3 Colonia

Data: 17/01/2015 (quinta-feira)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Local: Everbank Stadium, em Jacksonville (EUA)
Árbitro: Younes Marrakchi (EUA)
Auxiliares: Sean Hurd e Nick Uranga (EUA)
Cartões Amarelos: Edson (FLU); Halfar (ALE)

FLUMINENSE
Diego Cavalieri (Julio Cesar), Renato (Igor Julião), Henrique (João Filipe), Victor Oliveira (Guilherme Mattis) e Giovanni (Fernando); Edson (Luiz Fernando), Jean (Rafinha), Marlone (Pablo Dyego), Conca (Lucas Gomes) e Wagner (Vinicius); Michael (Walter).
Técnico: Cristóvão Borges

COLONIA-ALE
Horn, Olkowski, Maroh, Wimmer e Svento; Lehmann, Gerhardt, Vogt e Halfar; Ujah (Broker) e Finne.
Técnico: Peter Stöger

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos