Cruzeiro tenta reduzir pedida de chileno e avança por lateral do Bahia

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Alexandre Schneider/Getty Images

    Negociação entre Cruzeiro e Eugenio Mena deve ser definida na tarde desta quarta-feira

    Negociação entre Cruzeiro e Eugenio Mena deve ser definida na tarde desta quarta-feira

A lateral esquerda tornou-se a maior preocupação do Cruzeiro. Diretoria e comissão técnica tentam acertar com dois atletas que podem desempenhar a função. A negociação por Eugenio Mena, atualmente no Santos, deve se resolver nesta quarta-feira, após reunião entre Gilvan de Pinho Tavares e o intermediário André Cury. As tratativas por Pará, do Bahia, são conduzidas pelo supervisor de futebol Benecy Queiroz, que tem viagem marcada a Salvador para solucionar o caso.

Na manhã desta terça-feira, o cartola contou que o lateral esquerdo chileno ainda não foi anunciado pelo bicampeão brasileiro por conta da pedida salarial, que seria em torno de R$ 160 mil.

"Estamos em negociação. Na quarta-feira, haverá reunião do intermediário da negociação junto à presidência para solucionar o assunto. A pendência é apenas questão financeira. Achamos os valores pedidos altos. Na quarta-feira, haverá o resultado final sobre a negociação", declarou Benecy Queiroz.

O interesse em Pará, de 19 anos, também foi confirmado pelo supervisor de futebol. Ele conta que irá a Salvador para se encontrar com Alexandre Faria, diretor de futebol do Bahia, e buscar a contratação do lateral esquerdo.

"Não existe plano B. O Pará está em negociação. Viajo na quarta-feira para Salvador para resolver esse assunto. Vamos ver se o Cruzeiro consegue agregar esses dois jogadores (Pará e Mena) ao plantel", completou o dirigente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos