Atlético-MG vence Shakhtar sem dificuldade com gol do estreante Pratto

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

O duelo diante de uma equipe europeia e que está classificada para a fase de mata-mata na Champions League era bastante aguardado pela torcida do Atlético-MG. Apesar de ser o primeiro teste na temporada 2015, o amistoso era tido como um bom parâmetro para quem vai jogar a Libertadores e almeja o título. Mas o que se viu no gramado foi uma ampla superioridade alvinegra, que mais parecia ter pela frente uma equipe do interior de Minas Gerais. Tanto que a vitória por 4 a 2 não traduziu o que realmente foi a partida.

Mais do que o resultado, o torcedor atleticano deixou o estádio bastante animado por conta da boa estreia de Lucas Pratto. Principal reforço para 2015, o argentino precisou de apenas uma finalização para fazer o primeiro gol pelo Atlético. O gol logo aos 16 minutos já traduzia a superioridade brasileira. Carlos, Leonardo Silva e Dodô marcaram os outros gols. Se a partida não serviu como o parâmetro desejado por jogadores e comissão técnica, serviu para animar bem o torcedor que na última semana perdeu o ídolo Diego Tardelli.

Fases do jogo:
Mesmo sem ter feito um jogo-treino sequer durante a pré-temporada, o Atlético se apresentou bem menos travado do que o Shakhtar Donetsk, que estava no seu terceiro amistoso na turnê brasileira. O ritmo, é claro, não tinha a intensidade da reta final do ano passado. A marcação também não estava ajustada. Tudo normal, para quem vem de duas semanas de intensos trabalhos físicos e técnicos.

O Shakhtar até que tentou se impor na velocidade dos jogadores brasileiros, aproveitando a nítida falta de ritmo dos marcadores do Atlético. Mas logo a equipe de Levir se ajeitou em campo e numa jogada que se tornou marca registrada, Marcos Rocha bateu lateral e Lucas Pratto desviou de cabeça para abrir o marcador.

Com vantagem no placar e jogando melhor, o Atlético passou a ter contra-ataques. E foi num deles que saiu o segundo gol, com enorme colaboração do goleiro Pyatov. Carlos recebeu de Dátolo e chutou sem força, no meio do gol, mas o arqueiro do time ucraniano tomou o que é considerado o frango clássico, com a bola passando entre as pernas. O terceiro do Atlético saiu ainda na primeira etapa, com Leonardo Silva marcando de cabeça, após escanteio batido por Luan.

O segundo tempo veio com várias mudanças nas duas equipes. O Atlético voltou com quatro alterações. Com o resultado definido, a partida teve um ritmo ainda mais lento do que na primeira etapa. Querendo mostrar jogo para justificar os elogias de Levir, Dodô ainda fez o dele. Um belo gol, aliás, depois de passar pela marcação e bater na saída do goleiro. Gladkiy e Fernando ainda descontaram para o Shakhtar, que segue sem vencer na excursão ao Brasil. Agora são duas derrotas e um empate.

O melhor: Lucas Pratto. A expectativa sobre o argentino era muito grande, já que foi a principal contratação da temporada. Correspondeu com um gol e boa movimentação.

O pior: Mircea Lucescu. O técnico romeno do Shakhtar viu sua equipe levar um baile e ainda apelou. Invadiu o campo para reclama do juiz, com o jogo já em 4 a 0.

Chave do jogo: O frango de Pyatov. O gol entre as pernas que tomou o goleiro da equipe ucraniana parece que desligou tudo. Tanto que o Atlético fez outro, três minutos depois.

Para lembrar:

Precisão: Lucas Pratto finalizou apenas uma vez ao gol do Shakhtar e fez um gol. O argentino mostrou ter uma ótima pontaria

Mineiro: O Atlético estreia no Estadual contra o Tupi, dia 1/2, às 17h, também no Estádio Independência. Agora são nove dias de treinos até lá.

Ficha técnica:

ATLÉTICO-MG 4 X 2 SHAKHTAR DONETSK

Data: 21/01/2015 (quarta-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Motivo: Amistoso
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 20.794
Renda: R$ 575.445,00
Arbitragem: Igor Benevenuto (árbitro), Guilherme Dias Camilo e Janete Arcanjo (auxiliares)
Cartões amarelos: Pierre (CAM) Rakitskiy, Shuvchuk e Douglas Costa (SHA)
Cartão vermelho: Jemerson (CAM)
Gols: Lucas Pratto aos 16 min, Carlos aos 41min e Leonardo Silva aos 44 min do primeiro tempo; Dodô aos 9min, Gladkiy aos 37min e Fernando aos 42min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor; Marcos Rocha (Patric), Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos (Pedro Botelho); Leandro Donizete (Josué), Rafael Carioca (Maicosuel), Dátolo (Pierre) e Luan (Cesinha); Carlos e Lucas Pratto (Dodô)
Treinador: Levir Culpi

SHAKHTAR DONETSK
Pyatov (Kanibolotskiy); Srna (Ilsinho), Kucher, Rakitskiy (Ordets) e Márcio Azevedo (Shuvchuk); Stepanenko (Fernando), Fred, Douglas Costa (Wellington Nem), Alex Teixeira e Bernard (Taisson); Luiz Adriano (Gladkiy).
Treinador: Mircea Lucescu

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos