Autor do gol de segundo título mundial do Santos morre em Jundiaí

Guilherme Costa

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Santos campeão mundial de 1962 - Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gilmar e Mauro; agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

    Santos campeão mundial de 1962 - Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gilmar e Mauro; agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Autor do gol que deu ao Santos o segundo título mundial de clubes, em 1963, o ex-jogador Dalmo morreu na manhã desta segunda-feira. Ele tinha 82 anos e estava internado em Jundiaí, no interior de São Paulo.

A morte foi confirmada pelo Santos, que decretou luto de sete dias no clube por causa da perda do ídolo. Dalmo morreu na manhã desta segunda-feira (02), mas a causa ainda não foi divulgada. "Lamentamos profundamente a partida de um dos maiores jogadores da história do clube. O que ele fez está guardado na memória de todo santista", declarou Modesto Roma Júnior, presidente da equipe alvinegra.

Dalmo era lateral esquerdo titular de um dos mais icônicos times do Santos. Foi campeão mundial pelo clube paulista em 1962 e 1963, quando marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Milan em jogo decisivo no Maracanã.

Depois do Santos, Dalmo teve curta passagem pelo Paulista de Jundiaí, cidade em que ele nasceu. Além da lateral, chegou a atuar como zagueiro até a aposentadoria. Depois, trabalhou como comentarista em rádios.

Em março de 2014, Dalmo recebeu diagnóstico de Alzheimer. Ele estava internado em Jundiaí desde o ano passado, e a família chegou a vender medalhas conquistadas durante a carreira para custear o tratamento – as despesas mensais com o ex-jogador eram superiores a R$ 3 mil.

Detalhes sobre velório e enterro ainda não foram confirmados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos