Agente confirma fim da carreira de Everton Costa após problema no coração

Do UOL, no Rio de Janeiro*

  • Bruno Braz/UOL

    Everton Costa encerrou sua carreira de jogador de futebol profissional aos 28 anos por conta de problemas cardíacos

    Everton Costa encerrou sua carreira de jogador de futebol profissional aos 28 anos por conta de problemas cardíacos

Everton Costa não poderá mais atuar como jogador profissional de futebol. Na tarde desta quarta-feira, o empresário do atleta, Jorge Machado, confirmou que o diagnóstico mais recente da equipe que cuida de seus problemas no coração decidiu pelo fim de sua carreira.

"Infelizmente, o diagnóstico é que ele não poderá mais jogar futebol. Ele não tem mais condição de continuar, até pela preservação da saúde dele", disse Machado, em entrevista ao Sportv.

O agora ex-atacante sofreu uma arritmia cardíaca no dia 16 de abril do ano passado, quando defendia o Vasco em jogo pela Copa do Brasil. Após o fim de seu contrato de empréstimo, ele retornou ao Coritiba onde vinha tentando o retorno.

Muito emocionado, Jorge Machado fez uma grande revelação: no período em que o ex-atleta defendeu o Santos, foi constatada uma Doença de Chagas, algo que não foi divulgado e que teve como consequência seu problema cardíaco.

"Infelizmente aconteceu isso com ele, por uma doença de Chagas detectada na época em que ele estava no Santos e que não foi repassada para as pessoas, foi segurado pelo corpo técnico do Santos. Depois, quando ele teve esse problema no Vasco, o corpo médico do Santos comunicou o Vasco que tinham detectado a doença. Infelizmente ele não tem mais condição de continuar jogando", declarou.

Após o anúncio, Everton Costa fez uma postagem em sua rede social onde aparece com sua filha e com a legenda: "Minha vida, minha esposa, meus três filhos, minha família. O amor de Deus comigo é infinito".

O empresário agora cuida de todas as questões burocráticas e financeiras para a aposentadoria de Everton Costa. 

"O que ele tinha de mais prazeroso na vida era jogador futebol. Agora estamos tratando juridicamente de todo o caso. O Coritba sempre nos deu apoio, mas o Everton sempre dependeu muito da questão financeira. Foi um jogador que sempre atuou em clubes médios e, quando conseguiu alcançar o melhor contrato de sua vida, aconteceu isso. Ele vai ficar trabalhando comigo no escritório. O Everton tem contrato por mais um ano, por causa do seguro, e depois entra no processo normal. Será um jogador aposentado, caindo em 4.000% o seu salário", declarou.

Reprodução / Instagram
Everton Costa postou foto com a filha e lembrou da família após notícia da aposentadoria

Éverton Costa se reapresentou normalmente com os demais jogadores do Coritiba no último dia 8 de janeiro. Na reapresentação, o departamento médico do clube alviverde solicitou três avaliações médicas relacionadas ao problema do jogador, todas elas já atendidas.

Por enquanto, porém, o posicionamento do Coritiba é de não fazer nenhum tipo de manifestação até que haja um senso comum entre os departamentos médico e de futebol do clube com o atleta e seu empresário.

Entenda o caso de Everton Costa
No dia 16 de abril, na partida entre Vasco e Resende, pela Copa do Brasil, em São Januário, Everton Costa sentiu dores no peito no início do segundo tempo. Após pedir para ser substituído, ele sofreu um mal súbito no banco de reservas e teve que ser reanimado na ambulância do estádio.

Encaminhado ao hospital, o jogador passou por uma bateria de exames onde foi constatada uma miocardite (inflamação no músculo do coração), o que gerou uma arritmia cardíaca.

Após período de observação e uma nova ressonância magnética, foi diagnosticado que não houve uma grande evolução no quadro de recuperação e uma espécie de cicatriz ficou na região inflamada do coração do atleta.

Diante do fato, o cardiologista Gustavo Gouvea optou por um procedimento cirúrgico chamado de "desfibrilador implantado", que consiste em colocar um dispositivo que dispara choques automaticamente caso a pessoa apresente um novo quadro de arritmia.

Após meses de recuperação, Everton Costa chegou a ser liberado para pequenos exercícios físicos no Vasco e no Coritiba, mas seu quadro não evoluiu o suficiente para que ele retornasse ao futebol profissional.

* atualizada às 17h12

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos