Marta se torna a maior goleadora das Copas e Brasil estreia com vitória

Do UOL, em São Paulo

Marta se transformou na maior artilheira da história das Copas do Mundo femininas nessa terça-feira. A camisa 10 marcou de pênalti o segundo gol do Brasil contra a Coreia do Sul, na estreia da seleção brasileira no Mundial do Canadá, e chegou a 15 gols em 15 jogos no retrospecto da competição.

O Brasil venceu por 2 a 0 a Coreia do Sul no Estádio Olímpico de Montreal. O outro gol foi marcado pela veterana Formiga, após falha bizarra da zaga sul-coreana. a brasileira se tornou a jogadora mais velha a balançar as redes em Mundiais e ainda sofreu o pênalti do segundo gol.

A vitória deixa o Brasil na liderança isolada do grupo E, já que no outro jogo da chave Costa Rica e Espanha empataram por 1 a 1. A equipe de Vadão volta a campo no próximo sábado, contra a seleção da Espanha, às 17h.

Fases do jogo
O Brasil começou com tudo pra cima da Coreia do Sul a quase abriu o placar logo aos 3 minutos. A lateral Fabiana arriscou de longe e acertou o travessão. No rebote, a meia Formiga ainda pegou de primeira e assustou as rivais em outro belo chute.

As sul-coreanas reagiram ao susto chegando com perigo pela primeira vez aos 10 minutos. Após cobranças de escanteio, a bola sobrou viva na grande área brasileira e Cho pegou de primeira e tirou tinta da trave da goleira Luciana.

O Brasil continuou melhor no jogo, com mais iniciativa e posse de bola, mas a Coreia do Sul se postou bem na defesa, apostando nos contragolpes. Assim, o jogo ficou travado e a seleção feminina começou a dar sinais de nervosismo e ansiedade.

Mas o Brasil chegou ao gol após falha bizarra da defesa da Coreia do Sul. A zagueira sul-coreana tentou recuar a bola para  Kim Jung-mi e acabou entregando a bola nos pés da veterana Formiga, que só bateu de bico tirando da goleira para fazer 1 a 0 aos 32 minutos. Depois do gol, o Brasil só administrou a vantagem para ir com vantagem aos vestiários.

O Brasil voltou da mesma forma como começou a etapa inicial: assustando. Tamires recebeu na grande aérea e chutou cruzado, mas a goleira Kim tocou com a ponta dos dedos na bola, salvando as sul-coreanas aos 5 minutos.

Dois minutos depois, não teve jeito: Formiga sofreu pênalti e Marta cobrou com perfeição para fazer 2 a 0. Com o gol, a camisa 10 se tornou a maior artilheira da história das Copas do Mundo femininas, com 15 gols, deixando a alemã Birgit Prinz, com 14.

Depois de ampliar o placar, o Brasil tomou conta de vez do jogo e freou a ansiedade pela vitória. A Coreia do Sul teve que sair da retranca e abriu espaços para os contragolpes da seleção brasileira, que poderia ter goleado caso tivesse caprichado nas finalizações.

A melhor: Formiga – Veterana, aos 37 anos, a meia-atacante marcou seu 20º gol pela seleção brasileira e se tornou a jogadora mais velha a balançar as redes em Mundiais. Além de ter dado o ritmo da equipe no meio campo e sofrido o pênalti convertido por Marta.

A pior: Defesa sul-coreana – Foi insegura durante todo o jogo. Entregou de bandeja para Formiga o primeiro gol da seleção e ainda fez pênalti atabalhoado na veterana de 37 anos.

A maior de todas: Marta – A camisa 10 da seleção brasileira se tornou a maior artilheira da história das Copas do Mundo femininas, com 15 gols, deixando para trás a alemã Birgit Prinz, com 14. Apesar de não ter feito partida brilhante, deixa seu nome mais uma vez inscrito na história. Ela também ganhou cinco Bolas de Ouro da Fifa, prêmio de melhor jogadora do mundo, feito que não foi alcançado por nenhum outro atleta.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos