Brasil é derrotado pela Colômbia e Dunga perde a 1ª em retorno à seleção

Guilherme Palenzuela e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Santiago (Chile)

Um jogo nervoso, com muitas faltas e com um Neymar abaixo do normal. Foi assim que o Brasil conheceu sua primeira derrota sob o comando do técnico Dunga. O resultado negativo foi contra a Colômbia, por 1 a 0 nesta quarta-feira. Mais do que sair derrotado, o treinador também perdeu o atacante do Barcelona.

Depois de brilhar na estreia, Neymar sumiu na segunda partida, boa parte do fraco futebol foi graças a marcação de Sanchez e Zuñiga. Mas, a pior notícia foi a suspensão dele para o terceiro jogo, que será decisivo contra a Venezuela.

O Brasil entrará em campo contra a Venezuela empatado com a Colômbia em pontos e saldo de gols. Os venezuelanos também têm três pontos, mas ainda jogarão nesta rodada contra o Peru.

Fases do jogo: Sem o mesmo brilho da estreia por parte de Neymar e lances muito violentos das duas equipes, a Colômbia jogou melhor durante o primeiro tempo. O atacante e Firmino não conseguiam permanecer com a bola no sistema ofensivo e a posse brasileira ficava mais com os defensores do que no ataque. Foi nesse ritmo que aos poucos os colombianos foram criando perigo, principalmente com chutes de longe. Quando a finalização veio de dentro da área, com Murillo, a torcida festejou o gol.

A desvantagem no placar, diferentemente do que aconteceu com o Peru, deixou o time brasileiro ainda mais nervoso. No único lance de perigo, Ospina defendeu e Neymar tentou no rebote, mas a bola bateu em sua mão. A jogada rendeu um cartão amarelo, que o tira do duelo contra Venezuela.

A partida brasileira melhorou na etapa final graças a entrada de Philippe Coutinho na vaga de Fred. A melhor chance veio nos pés de Firmino. Mas, sem goleiro e com o gol aberto, ele mandou por cima do travessão.

O lance claro desanimou a seleção brasileira. As tentativas de jogadas foram muitas, mas a equipe não tinha uma noite boa. Errava muitos passes e parava na marcação colombiana. Ospina virou praticamente um espectador do jogo, sem nenhuma grande defesa.

Melhor: Sanchez – O volante colombiano fez uma partida perfeita. Ele anulou todas as tentativas do Brasil de criar jogadas pelo meio. Mais que isso, quando Neymar se livrava de Zuñiga, era Sanchez que aparecia para salvar.

Pior: Roberto Firmino – Ele vinha bem nos amistosos da seleção e Dunga resolveu apostar no atacante na vaga de Diego Tardelli. Mas, a aposta não deu certo. O jogador teve uma atuação muito apagada

Destaques

Olé. Assim como aconteceu na estreia, contra o Peru, o Brasil entrou na roda contra a Colômbia e a torcida se empolgou. Os gritos foram ouvidos na arquibancada, lotada de colombianos e com o apoio dos chilenos.

Lembrança. Na Copa do Mundo, justamente contra a Colômbia, o Brasil perdeu o atacante Neymar. Depois disso, a seleção perdeu por 7 a 1 para a Alemanha e por 3 a 0 para a Holanda.

Jejum. A Colômbia encerra um tabu que começou em 1991, quando James Rodríguez nasceu. Desde então, nos 2 a 0 na Copa América do Chile, o Brasil não perdia para os colombianos.

BRASIL 0 x 1 COLÔMBIA

Data: 17/06/2015 (quarta-feira)
Local: Estádio Monumental, em Santiago (Chile)
Árbitro: Enrique Osses (Chile)
Cartões amarelos: Fernandinho, Neymar, Roberto Firmino (Brasil); Teófilo Gutiérrez (Colômbia)
Cartões vermelhos: Neymar (Brasil); Carlos Bacca (Colômbia)
Público: 44.008
Gol: Murillo, aos 35 minutos do primeiro tempo

Brasil

Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luis; Fernandinho, Elias (Diego Tardelli), Fred (Philippe Coutinho) e Willian (Douglas Costa); Neymar e Roberto Firmino

Técnico: Dunga

Colômbia

Ospina; Zúñiga, Zapata, Jeison Murillo, Armero; Valencia (Mejía), Carlos Sánchez, Cuadrado, James Rodríguez; Teófilo Gutiérrez (Bacca) e Falcao García (Ibarbo)

Técnico: José Pekerman

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos