Topo

Futebol


Neymar chama juiz de fraco e admite responsabilidade: "É sentar e chorar"

Guilherme Palenzuela e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Santiago (Chile)

18/06/2015 00h13

O Brasil foi derrotado contra a Colômbia, por 1 a 0, nessa quarta-feira, e Neymar protagonizou confusão no fim da partida, na qual foi expulso e está fora de pelo menos dos dois próximos jogos da seleção brasileira na Copa América.

Após a partida, o camisa 10 da seleção brasileira criticou duramente a atuação do árbitro e assumiu a responsabilidade pela derrota. "Coloca juiz fraco para apitar, acontece isso. Acho que não precisava expulsar todo mundo. Confesso que nosso time não foi bem hoje, confesso que não joguei bem. Assumo a total responsabilidade porque não joguei bem", disse.

Neymar tomou um cartão amarelo no primeiro tempo, seu segundo na competição em dois jogos, e já estaria suspenso do jogo contra a Venezuela, na última rodada do grupo C da Copa América. Com a expulsão no fim do jogo, perderá também as quartas de final da competição, caso o Brasil avance.

Questionado sobre o regulamento, o craque disse se sentir perseguido: "Dois jogos? Comigo sempre usam o regulamento, engraçado. Acabo sempre me estressando com árbitros fracos, como foi o caso de hoje. Curioso que sempre tem cartão pro Neymar. Fazer o quê? Agora é sentar e chorar".

Neymar também explicou o lance que originou a confusão no fim do jogo: "Me estranhei com o zagueiro. Ele veio se estranhar comigo. O zagueiro veio se encrencar comigo. Encarei ele, acabei errando. Faz parte. Perdemos e jogamos mal. Não joguei bem, não fujo disso."

"Mas o cartão que me tirou da competição foi injusto, mas eu vou falar o quê? Já aconteceu. O jogador da Colômbia hoje limpou a espuma e não tomou cartão. Tem que ver isso também. Eu confio nos meus companheiros e sei que eles farão de tudo para vencer o jogo", concluiu Neymar.

Mais Futebol