Topo

Futebol


Santos pede suspensão por 6 meses de Neymar por transferência ao Barcelona

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

2015-10-14T20:27:16

14/10/2015 20h27

O Santos pede na Fifa a suspensão por seis meses de Neymar por supostas quebra de contrato em sua transferência para o Barcelona. O jogador refuta a acusação e entende que não houve rompimento do seu acordo trabalhista já que o clube concordou com a sua saída. Ainda não há uma decisão na comissão da federação internacional que analisa o assunto, o que deve demorar.

A informação sobre o pedido de suspensão foi publicada pelo Globo.com e confirmada pelo UOL Esporte. Faz parte das ações iniciadas pelo Santos contra o jogador, em que há processos cíveis e desportivos.

Na Fifa, o argumento santista é de que foram descumpridos o artigo 17 do Regulamento de Transferências de jogadores da Fifa, relacionados à quebra de contrato. Neste artigo, está prevista compensação financeira para o clube prejudicado e punições esportivas para o jogador. Uma pena de quatro meses está descrita para um atleta que quebrar o acordo, o que pode ser elevado para seis meses no caso de agravantes. É nisso que se baseia o Santos.

Já Neymar alega que teve uma carta do ex-presidente Luis Alvaro de Oliveira Filho para negociar com o Barcelona em 2011. Mais do que isso, argumenta que em 2013 saiu do clube com a concordância da diretoria que recebeu € 17 milhões por sua saída, isto é, o fim do contrato teria a concordância do clube.

Ainda é pedida uma indenização do Santos de € 55 milhões ao Barcelona e ao jogador, relacionada à cobranças por valores recebidos pela empresa do pai do atleta em contrato em separado. A N & N, empresa dos pais do jogador e Neymar pai, no entanto, foram excluídos da ação na Fifa porque não terem participação federativa.

Oficialmente, o Santos, através de sua assessoria, desconhece qualquer pedido de suspensão de Neymar e entende que qualquer medida sobre o caso tem que ser tomada pela Fifa. O único pedido do Santos foi para conhecer a realidade dos fatos, mas mantém o carinho pelo jogador Neymar.

Mais Futebol