Amarilla deixa de ser árbitro Fifa e cogita aposentadoria no fim do ano

Do UOL, em São Paulo

  • Nelson Antoine/AP Photo

    Amarilla ficou afastado no Paraguai depois de escutas que apontariam envolvimento em jogo que eliminou o Corinthians

    Amarilla ficou afastado no Paraguai depois de escutas que apontariam envolvimento em jogo que eliminou o Corinthians

Pivô do polêmico duelo Corinthians 1 x 1 Boca Juniors, na Libertadores de 2013, o paraguaio Carlos Amarilla deixará de ser árbitro Fifa na próxima temporada. Ele estourará o limite de idade estabelecido, 45 anos. Amarilla colocou em dúvida sua continuidade na carreira para 2016.

"Depois do dia 31 de dezembro veremos o que pode acontecer", disse à rádio 970AM do Paraguai.

Amarilla ressaltou que jamais participou de esquema de manipulação de resultado e que se abandonará o futebol, será com a consciência limpa.

"Eu nunca, nunca, nunca arranjei uma partida", frisou.

A perda do "selo Fifa" representa muito para um juiz, que passa a ter mais dificuldade para apitar jogos de competições internacionais importantes, como a Copa América e Libertadores.

Amarilla foi suspenso, em junho, pela Federação Paraguaia de Futebol. Ele ficou proibido de apitar qualquer partida organizada pela entidade. O motivo foi um áudio revelado pelo programa de TV argentino "La Cornisa de TV America", onde levantaram-se suspeitas sobre a arbitragem de Amarilla, no jogo que classificou o Boca Juniors.

A investigação sobre suposto favorecimento ao clube argentino não avançou, e Amarilla foi recolocado nos jogos da Federação Paraguaia. Mas Amarilla passou a ser quarto árbitro, pouco para quem tem o selo Fifa e era a principal referência no país.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos