Corinthians pode perder trio responsável por 1/3 dos gols do time campeão

Do UOL, em São Paulo

  • Junior Lago/UOL

    Corinthians perdeu Jadson e corre o risco de perder Elias e Renato Augusto

    Corinthians perdeu Jadson e corre o risco de perder Elias e Renato Augusto

O Corinthians foi o time mais badalado de 2015 com uma campanha irretocável no hexacampeonato brasileiro. Para atingir tal façanha, a equipe contou com um meio de campo talentoso que foi considerado o grande alicerce. Mas agora o clube arrumou um grande problema no setor para 2016 e corre o risco de perder o trio Elias, Jadson e Renato Augusto, responsável por 1/3 dos gols do campeão.

Jadson já confirmou que não fica e assinou contrato de dois anos com o Tianjin Quanjian, da China. Já Elias e Renato receberam propostas milionárias e também correm o sério de sair para o Hebei China Fortune-CHI e o Schalke 04, da Alemanha, respectivamente. Se o negócio se concretizar, todos deixarão muitas saudades.

A qualidade é comprovada pelos números. Dos 71 gols que o Timão fez na última edição do Campeonato Brasileiro, 23 foram marcados por algum integrante do trio (32,39%). Jadson terminou o torneio como líder em assistências e ficou em terceiro na lista de artilheiros com 13 gols, enquanto os dois outros marcaram cinco gols cada um.

Não à toa os três foram considerados os grandes destaques do Corinthians no ano e 'jogavam por música' no esquema 4-1-4-1 implantado por Tite, que tinha Ralf à frente da zaga, seguido de uma linha com quatro atletas: Jadson atuando pelo lado direito, Elias fazendo as infiltrações ao seu lado, Malcom aberto pelo esquerdo e Renato Augusto mais centralizado.

Diante do desempenho em campo, o Corinthians tinha como prioridade manter seu elenco para 2016, ao invés de sair contratando reforços. Mas a diretoria foi pega de surpresa com propostas milionárias e tem ficado de mãos atadas para segurar alguns de seus principais nomes do elenco.

Veja qual é a atual situação do trio

Jadson se rendeu aos cofres chineses que pagaram 5 milhões de euros (R$ 21 milhões), referentes à multa rescisória prevista no contrato do atleta. O total, em salários, chegava a nada menos que R$ 40 milhões.

Depois de Jadson foi a vez de os chineses crescerem o olho em Elias e oferecerem um 'caminhão de dinheiro'. O Hebei China Fortune-CHN fez uma proposta por dois anos de contrato, com salário mensal de R$ 1,5 milhão. Com isso, Elias ganharia aproximadamente R$ 40 milhões no futebol chinês. O jogador ainda está pensando se aceita, mas é mais um que tem grandes chances de desfalcar o Corinthians.

Já Renato Augusto, mais recentemente, virou alvo e sonho de consumo dos alemães do Schalke 04. O clube fez uma primeira proposta, que foi negada pelo Corinthians. O clube alvinegro tem como prioridade manter Renato, que tem contrato até o fim do ano.

Mas de acordo com o jornal alemão Bild, o Schalke está disposto a esvaziar ainda mais seus cofres e pagar a multa rescisória, em torno 8 milhões de euros (R$ 35 milhões), para ter o meia.

O Corinthians ainda não recebeu de forma oficial a segunda oferta, mas admite que já tem sondagens. "Não chegou em valores para nós. Por enquanto, o clube (Schalke) só conversou com o empresário", disse o diretor adjunto de futebol do clube, Eduardo Ferreira.

Sem ter muito o que fazer, a diretoria aguarda as propostas oficiais por Elias e Renato para ver se tenta convencer os atletas a continuarem em 2016. O clube agora procura um meia para substituir Jadson, mas não pretende contratar outro atleta para o lugar de Elias, caso o volante confirme sua saída, e quer repor com peças dentro do próprio elenco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos