Palmeiras recupera poder ofensivo. Número de opções ajudou o time

Diego Salgado

Do UOL Esporte, em São Paulo

  • Diego Padgurschi /Folhapress

    Dudu terminou a temporada 2015 como artilheiro do time, com 16 gols marcados

    Dudu terminou a temporada 2015 como artilheiro do time, com 16 gols marcados

O Palmeiras passou por uma grande reformulação do elenco em 2015. O fato ajudou o time a reencontrar o poder ofensivo durante a temporada marcada pelo título da Copa do Brasil. O ataque alviverde marcou 113 gols e repetiu o desempenho de 2009 depois de alguns anos de baixo rendimento.

A média de gols registrada em 2015 chegou a 1,62 -- o Palmeiras entrou em campo 70 vezes. No ano anterior, a equipe palmeirense marcou, em média, 1,16 gol por confronto (foram 73 gols em 63 jogos).

O desempenho do ano passado é ainda superior ao de 2012, 2011 e 2010. A exceção é 2013. Naquela ocasião, o Palmeiras marcou 113 gols em 68 partidas. O time, entretanto, disputou 38 partidas pela Série B.

Em 2009, ano em que o time lutou pelo título brasileiro até a rodada final e chegou às quartas de final da Libertadores, a equipe alviverde foi às redes em 116 oportunidades, em um total de 71 duelos (média de 1,63).

O Palmeiras também conseguiu inverter uma tendência negativa dos últimos anos. Em 2015, o time passou a ter mais opções de ataque. O meia-atacante Dudu, por exemplo, marcou 16 gols, contra 15 de Rafael Marques e 12 de Cristaldo.

Leandro Pereira e Barrios, que atuaram meia temporada, também figuraram na parte de cima da lista de artilheiros, com nove e oito gols, respectivamente. O Palmeiras ainda contou com os gols de Robinho (nove) e Gabriel Jesus (sete).

A situação é oposta à dos anos anteriores. Em 2014. Henrique marcou 18 gols. Alan Kardec, dez. O terceiro maior artilheiro foi o meia Wesley, com cinco. O cenário da temporada anterior foi igual. Leandro fez 19 gols, contra 14 de Kardec. Wesley balançou a rede sete vezes.

O Palmeiras contou com nove atacantes no ano passado: Alecsandro, Barrios, Cristaldo, Dudu, Gabriel Jesus, Kelvin, Leandro Pereira (deixou o clube em junho), Mouche e Rafael Marques. Em 2016, o time corre o risco de perder Rafael Marques e Kelvin, que tiveram seus contratos encerrados com o clube no dia 31 de dezembro.

Em contrapartida, o time ganhou um reforço importante: o atacante Erik, que marcou 15 pelo Goiás na temporada 2014. O meia-atacante Régis também foi contratado pelo Palmeiras.

Confira as médias de gols marcados pelo Palmeiras nos últimos anos

2015
113 gols em 70 jogos (1,62)

2014
73 gols em 63 jogos (1,16)

2013
113 gols em 68 jogos (1.66)

2012
107 gols em 73 jogos (1,47)

2011
93 gols em 68 jogos (1,36)

2010
96 gols em 73 jogos (1,31)

2009
116 gols em 71 jogos (1,63)

 

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos