Talento santista foi salvo por planilha e viu Robinho ajudá-lo a ter casa

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

    Com 17 anos, Nicolas jogará Copa São Paulo pela primeira vez

    Com 17 anos, Nicolas jogará Copa São Paulo pela primeira vez

A memória aguçada de Alex Souza, hoje treinador do sub-11, e uma planilha de Emerson Ballio, auxiliar do sub-20, levaram a maior promessa das divisões de base do Santos na atualidade para a Vila Belmiro. 

Trata-se do atacante Nicolas, 17 anos e que recentemente assinou seu primeiro contrato profissional. Ele está escalado para a disputa da Copa São Paulo e tem o aval de Robinho para trilhar história de sucesso no futebol. 

Nicolas atuava na escolinha Meninos da Vila, franquia mantida pelo Santos, em São Paulo. Era da Vila Ré, bairro da zona leste de São Paulo. "Ele chegou comigo para teste no sub-10. Fui falar com Chico Formiga (chefe dos olheiros) para que o Nicolas e outros dois garotos ficassem. O Chico me disse que não tinha como alojar os três, então ficamos com o Marquinhos (também na base santista)", explica Emerson Ballio, auxiliar nos juniores. 

Arquivo Pessoal
Nicolas posa com Robinho, padrinho no Santos

No ano seguinte, Ballio estava com a equipe sub-13 e foi procurado por Alex, então preparador de goleiros. "Vamos atrás daquele neguinho da perna fina. Eu fui nos meus controles, encontrei o Nicolas e a gente mandou buscá-lo para o sub-11", complementa um dos responsáveis pela chegada do jovem à Vila Belmiro. 

Hoje, segundo o diagnóstico do Santos, Nicolas está entre os jogadores com maior projeção para o futuro. Em 2015, sua primeira temporada nos juvenis, não conseguiu se estabelecer por completo e chegou a ficar no banco de reservas da categoria. Mas tudo está dentro do script: o atacante é muito franzino, com pouco mais de 50 quilos, e é mais jovem que os colegas de categoria. 

"Ele é carismático, tranquilo e tem muito respaldo. A torcida o abraça, faz festa quando ele sai do banco para entrar nas partidas. É mais um neguinho da canela fina da Vila. Parece que não corre, flutua", brinca Ballio. 

Foi assim, a partir do banco de reservas, que ele decidiu a classificação do Santos para a final do último Campeonato Paulista sub-17. Tal qual se especializou seu tutor, Robinho, Nicolas acabou com o Corinthians na capital. Em jogo duro, deu assistência e anotou o gol da vitória por 2 a 1. 

Solidário à vida difícil que Nicolas teve em seus primeiros anos de clube, Robinho foi apresentado ao garoto por meio de Betinho, famoso olheiro santista. O atacante se tornaria padrinho do 'herdeiro' a ponto de ajudar o pai Nilo a trabalhar como cabelereiro e a conseguir um apartamento para que a família do garoto vivesse, confortavelmente, perto da Vila Belmiro. 

Neste sábado, o Santos abre a Copa São Paulo contra o Confiança-SE, em Araraquara, provavelmente com Nicolas no banco de reservas. Atrás de alguns garotos mais velhos por um processo natural da base, porém, ele tentará repetir o feito de outro canela fina da Vila: em 2008, com 15 anos, Neymar entrou diante do Nacional-SP e marcou seu primeiro gol em rede nacional. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos